New Sense Safety Tênis a prova de choque

Manutenção.net Notícias

oferecimento
Esqueci minha senha

ENGIE Brasil Energia assina contrato de venda da Usina Termelétrica Pampa Sul para Starboard e Perfin

Notícias - 16/09/2022

Companhia evolui em sua estratégia de dispor de um portfólio 100% renovável para se tornar a maior empresa de energia limpa do setor elétrico nacional

monteeuse 750x120

manutencao.net-ENGIE-Brasil-Energia-assina-contrato-de-venda-da-Usina-Termeletrica-Pampa-Sul-para-Starboard-e-Perfin

A ENGIE Brasil Energia (EGIE3), após aprovação do Conselho de Administração da Companhia, assinou em 15 de setembro de 2022 o contrato de venda da Usina Termelétrica Pampa Sul, localizada no município de Candiota (RS), para os fundos de investimento em participações Grafito e Perfin Space X, geridos pelas empresas Starboard e Perfin, respectivamente. O ativo tem capacidade instalada de 345 MW e a geração fortalece o Sistema Interligado Nacional (SIN).

O valor total da transação será de aproximadamente R$ 2,2 bilhões, dividido entre o preço da venda, no montante de até R$ 450 milhões, e da assunção do endividamento pelos compradores, no valor aproximado de R$ 1,8 bilhão. O processo de negociação foi assessorado pela Morgan Stanley, pela perspectiva financeira, além de Stocche Forbes, Mattos Filho e Campos Mello em aspectos legais. O fechamento da operação de venda está sujeito ao cumprimento de determinadas condições previstas no contrato.

A Usina Termelétrica Pampa Sul é o último ativo a carvão remanescente no portfólio da ENGIE Brasil Energia e a venda está alinhada à meta do Grupo ENGIE de liderar a transição energética para uma economia neutra em carbono.

“A ENGIE Brasil Energia caminha para se tornar 100% renovável, um objetivo que vem sendo perseguido há pelo menos seis anos, quando decidimos acelerar a saída das operações a carvão no país em linha com a diretriz global do Grupo ENGIE, direcionando esforços e investimentos aos empreendimentos de geração eólica e solar, além de infraestrutura de transmissão. Após o fechamento da operação de venda da Usina Termelétrica Pampa Sul, avançaremos em nossa estratégia, nos consolidando como a maior empresa de energia limpa do setor elétrico brasileiro, totalizando 8.096,0 MW de capacidade instalada própria proveniente de fontes renováveis”, declarou Eduardo Sattamini, Diretor-Presidente da Companhia.

A partir de 2013, a ENGIE descomissionou duas usinas, Alegrete e Charqueadas, ambas no Rio Grande do Sul, e, no ano passado, registrou a venda do Complexo Termelétrico Jorge Lacerda, em Santa Catarina. “Esses movimentos foram acompanhados de massivos investimentos em energia eólica e solar, além de infraestrutura de transmissão, que são os nossos vetores de crescimento para contribuir com uma matriz cada vez mais renovável para o país”, destaca Sattamini.

Planos futuros dos compradores para a UTE Pampa Sul

As empresas Starboard e Perfin são gestores de fundos de investimento em participações independentes, especializados em renda variável, ativos de infraestrutura e em situações especiais, e continuarão contando com a experiência das equipes de administração e operação da usina. Os compradores também estão comprometidos com uma estratégia ESG de longo prazo.

“A Usina Termelétrica Pampa Sul nos traz a possibilidade de atuar em uma transição energética de forma sustentável e responsável, onde equilibramos todas as bases do ESG. Criamos frentes importantes para cumprimento de diretrizes de investimento em tecnologias que possibilitem aumento da eficiência da planta, bem como a busca pelo descomissionamento antecipado sem prejuízo aos stakeholders envolvidos”, declarou Marcus Bitencourt, Diretor da Starboard.

“Essas frentes serão amparadas por experientes profissionais no setor, com uma visão de longo prazo, em linha com nossas boas práticas de governança. Serão investidos cerca de R$ 150 milhões na Usina Termelétrica Pampa Sul com o objetivo de alcançar uma redução das emissões de carbono em até 5% (75.000 mil toneladas de CO2 equivalente/ano). As Companhias também irão destinar parte significativa de sua verba de P&D para o desenvolvimento de pesquisas sobre tecnologia de captura e armazenamento de carbono”, explicou Ralph Rosenberg, CIO da Perfin.

“Além disso, um dos diferenciais dessa transação é nosso compromisso com o descomissionamento da planta antes do fim da outorga. Esta será a primeira vez que uma usina terá seu fim antecipado por exigência de parceiro financeiro e planejamento do controlador, visando à redução das emissões”, destacou Rosenberg.

Sobre a Usina Termelétrica Pampa Sul

O projeto da Usina Termelétrica Pampa Sul foi viabilizado no leilão A-5, realizado em novembro de 2014, quando a ENGIE, na época Tractebel, vendeu 294,5 megawatts médios de energia da futura Usina Termelétrica em Candiota, no Rio Grande do Sul. O contrato de fornecimento de 25 anos motivou o investimento de R$ 1,9 bilhão para a sua implementação.

Desde o início da operação comercial, em junho de 2019, a UTE Pampa Sul vem evoluindo em seus parâmetros de eficiência e disponibilidade, contando com um parque eletromecânico de alta tecnologia.

Com a consolidação operacional do ativo, a ENGIE decidiu retomar seu processo de venda em 2021, motivado pelos planos da empresa de se tornar 100% renovável, em linha com seu objetivo de acelerar a transição para uma economia neutra em carbono, direcionando suas atividades para geração de energia renovável, gás natural e infraestrutura.

A operação da UTE Pampa Sul ocorre normalmente, atendendo o despacho do ONS (Operador Nacional do Sistema). Ao todo, trabalham na usina 113 colaboradores diretos e cerca de 500 terceirizados, sendo a maioria proveniente dos municípios da região.

 

UTE Pampa Sul

Localização: Candiota (RS)

Capacidade total instalada: 345 MW
– Energia garantida: 294,5 MW, gerando energia suficiente para atender cerca de 1,3 milhão de pessoas.

– Linha de transmissão: 20,4 km, 525 kV, 60 Hz

– COD: 28 de junho de 2019

– PPA: 294,5 MW contratados no Leilão A-5 realizado em 28 de novembro de 2014 (mercado regulamentado), por 25 anos a partir de junho de 2019.

– 113 funcionários diretos

– 500 funcionários terceirizados

 

Sobre a ENGIE

A ENGIE é referência mundial em energia e serviços de baixo carbono. Com nossos 170 mil colaboradores, clientes, parceiros e stakeholders, estamos comprometidos em acelerar a transição para um mundo neutro em carbono, através do consumo reduzido de energia e soluções mais sustentáveis. Inspirados em nosso propósito, nós conciliamos performance com um impacto positivo sobre as pessoas e o planeta nos apoiando nas nossas atividades chave (gás, energia renovável e serviços) para oferecer soluções competitivas aos nossos clientes.

No Brasil, a ENGIE, líder no setor privado de energia do país, atua em geração, comercialização e transmissão de energia elétrica, transporte de gás e soluções energéticas. Com capacidade instalada própria de 10 GW em 77 usinas, o que representa cerca de 6% da capacidade nacional, a empresa possui 97% de sua capacidade instalada proveniente de fontes renováveis e com baixas emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE), como usinas hidrelétricas, eólicas, solares e a biomassa.

A ENGIE é também a detentora da mais extensa malha de transporte de gás natural do país, com 4.500 km, que atravessam 10 estados e 191 municípios, graças à aquisição da TAG, concluída em 2020.

Além disso, a ENGIE possui um portfólio completo em soluções integradas responsáveis por reduzir custos, emissões e melhorar infraestruturas para empresas, como ar comprimido, autoprodução solar local, biogás e biomassa, consultoria e gestão de energia, HVAC e subestações. Nas cidades, atuamos como parceira para tornar os espaços urbanos mais eficientes e sustentáveis, com soluções de iluminação pública, mobilidade elétrica e de district cooling.

Contando com 3.500 colaboradores, a ENGIE teve no país em 2021 um faturamento de R$ 13,5 bilhões.

A ENGIE está presente na B3 por meio de sua empresa de geração e comercialização de energia cujo ticker é o EGIE3. Na B3, a ENGIE integra o Novo Mercado, além de ser uma das únicas companhias listadas no Índice de Sustentabilidade Empresarial desde o início do ISE, em 2005. Em 2021, a B3 incluiu os papeis da ENGIE no Índice Carbono Eficiente (ICO2), composto pelas ações das empresas participantes do IBrX 100 que possuem maior transparência em relação ao reporte das emissões dos GEE e de como estão se preparando para uma economia de baixo carbono.

Já o Grupo teve em 2021 uma receita de 57,9 bilhões de Euros e é negociado nas bolsas de Paris e Bruxelas (ENGI), sendo representado nos principais índices financeiros (CAC 40, Euronext 100, FTSE Eurotop 100, MSCI Europe) e índices não financeiros (DJSI World, DJSI Europe, Euronext Vigeo Eiris – Eurozone 120/Europe 120/France 20, MSCI EMU ESG, MSCI Europe ESG, Euro Stoxx 50 ESG, Stoxx Europe 600 ESG, e Stoxx Global 1800 ESG).

Informação para Imprensa | Edelman Brasil – engie@edelman.com

Camila Holgado –– 55 11 99972 4062

Adrieli Garzim – 55 11 97406 8751

Camila Cordeiro

New Sense Safety Tênis a prova de choque
Publicado por: Manutenção .NET

Nenhum comentário ainda


× Converse no WhatsApp
monteeuse 750x120