Q
Logo Manutenção.NET

Desenvolvido por CityPubli

NOTÍCIAS:

A Internet das Coisas (IoT) como pilar fundamental para impulsionar a Indústria 4.0 no Brasil

Por Gabriel Pavão O conceito de Indústria 4.0, ou Quarta Revolução Industrial, há tempos assumiu um papel central nas discussões industriais, inclusive no contexto brasileiro. Desde a sua introdução, o setor pode se beneficiar da ascensão de novas automações e a...

Webinar Manutenção Prescritiva e Indústria 4.0 – Canal VITEK com Júlio Nascif

Webinar Manutenção Prescritiva e Indústria 4.0 – Canal VITEK com Júlio Nascif

Indústria automotiva: após anúncio de investimento de R$ 125 bi, especialista prevê aumento na demanda por aço

Indústria automotiva: após anúncio de investimento de R$ 125 bi, especialista prevê aumento na demanda por aço Marcos Ledo, diretor presidente da Krominox, enxerga um cenário otimista na produção nacional de veículos e que deve impulsionar outros segmentos No último...

Automação inteligente impulsiona a sustentabilidade na indústria brasileira

Automação inteligente impulsiona a sustentabilidade na indústria brasileira O diretor comercial do FoccoERP, Robson Rizzotto, enfatiza que para adquirir automação inteligente as empresas devem investir em tecnologias especializadas A indústria brasileira está passando...

Seagems assina contratos com a Petrobras para 6 PLSVs, no montante de US$ 1,8 bilhão

Seagems assina contratos com a Petrobras para 6 PLSVs, no montante de US$ 1,8 bilhão Rio de Janeiro, maio de 2024 – A Seagems garantiu contratos no valor de US$ 1,8 bilhão com Petrobras para seis navios PLSVs da companhia no acumulado para os próximos anos. O escopo...

Oil & Gas Summit terá discussões que reforçam a força da transição energética no Nordeste  

Oil & Gas Summit terá discussões que reforçam a força da transição energética no Nordeste   A 1ª edição do Oil & Gas Summit: Margem Equatorial e Transição Energética, que será realizada entre os dias 19 a 21 de março de 2025 no Centro de Eventos do Ceará, em...

Entre as sete tendências para a logística, está a adoção de tecnologias de Internet das Coisas (IoT)

Entre as sete tendências para a logística, está a adoção de tecnologias de Internet das Coisas (IoT) Por Elcio Rosa, diretor de Produtos e Tecnologia da Gestran, plataforma de gestão de frotas O ano de 2024 reserva para a logística algumas tendências que considero...

UniCesumar e Compass UOL: Parceria impulsiona futuro profissional de estudantes de tecnologia

UniCesumar e Compass UOL: Parceria impulsiona futuro profissional de estudantes de tecnologia Por meio do projeto Ambientes Profissionais, a parceria já beneficiou cerca de 147 alunos A UniCesumar, reconhecida por seu compromisso com a excelência acadêmica e a...

Veolia instala placas solares para gerar energia elétrica em suas operações

O projeto faz parte dos planos de descarbonização da companhia e tem capacidade para gerar 550 mil kWh por ano  ‌‎  ‌ ‌‎  ‌ ‌‎  ‌ A Veolia, empresa com atuação mundial em soluções ambientais, está instalando painéis fotovoltaicos em três de seus Centros de...

Dependabilidade na Classificação de Ativos: A Importância na Priorização de Equipamentos para uma Manutenção Efetiva e Eficaz

A Classificação dos Ativos (Priorização) é uma espécie de pedra fundamental para que se estabeleça uma Manutenção efetiva e eficaz em qualquer empresa. E é a cada dia maior a importância da dependabilidade no processo de analise riscos a que sistemas, processos e equipamentos estão sujeitos. Neste artigo exploramos a importância da dependabilidade tendo algumas referencias associadas a normas técnicas da ABNT.

Funcionário em viagem? Analise de Riscos de viagem de colaborador agora pode contar com a NBR ISO 31030.

Norma traz definições interessantes quanto aos papéis, responsabilidades e responsabilizações dentro da empresa e como desenvolver o planejamento/estabelecimento do programa em geral.
NBR ISO 31030 de 04/2024 – Gestão de riscos de viagem — Orientações para organizações.

Boa viagem e boa sorte!

Indicadores de Gestão. Uma conversa com Paulo Trombacco.

A importancia dos Indicadores de Gestão no sucesso da Manutenção estratégica

Alugar ou Comprar? O que é mais frequente na Manutenção Brasileira?

Alugar ou comprar? Todos os dias os profissionais da Manutenção tomam decisões para manter ou aumentar a confiabilidade e a disponibilidade dos ativos sob sua responsabilidade. Com um olho no custo e o outro na eficácia de seu trabalho, comprar ou alugar pode parecer...

A tecnologia como peça fundamental para a promoção da Sustentabilidade no mercado industrial

Por Gabriel Pavão ‌‎  ‌ Tanto a sustentabilidade, quanto o avanço tecnológico tem sido pautas recorrentes entre os C-levels das empresas. Para se ter uma ideia, de acordo com a pesquisa Panorama 2024, da Amcham Brasil, para 60% dos executivos, a Inteligência...

Ciser inaugura ramal de gás natural na unidade Araquari

Ciser inaugura ramal de gás natural na unidade Araquari Joinville, maio de 2024 - A Ciser, líder no setor de fixadores na América Latina, celebrou junto com autoridades de Araquari e da SCGás a inauguração do ramal de abastecimento de gás natural (GN) em sua unidade...

Hospitalar 2024 traz Simpósio de Infraestrutura: Inovação e Eficiência em Ambientes Hospitalares em Foco

Hospitalar 2024 traz Simpósio de Infraestrutura: Inovação e Eficiência em Ambientes Hospitalares em Foco Evento reunirá especialistas para discutir melhores práticas e casos de sucesso na gestão de projetos e obras em hospitais renomados do Brasil São Paulo, maio de...

Simak Rent, empresa de locação de veículos pesados, spin-off do grupo Manserv, planeja investir R$ 2 bilhões até 2026 para expandir operações

Simak Rent, empresa de locação de veículos pesados, spin-off do grupo Manserv, planeja investir R$ 2 bilhões até 2026 para expandir operações  ‌    Companhia já com conta com 1579 ativos locados, entre equipamentos de linha amarela, linha verde e caminhões. Frota deve...

Portal de Compras Públicas projeta transacionar mais de R$ 80 bilhões em licitações neste ano

Portal de Compras Públicas projeta transacionar mais de R$ 80 bilhões em licitações neste ano Com avanços na digitalização do processo licitatório, govtech também consegue promover economicidade de até 28% aos cofres públicos Com um mercado em franca expansão,...

Associação de Terminais Portuários Privados anuncia o lançamento do 2º Prêmio ATP

Concurso busca reconhecer iniciativas relacionadas a ações sociais ou inovações tecnológicas no sistema portuário privado brasileiro A Associação de Terminais Portuários Privados (ATP) lança, na próxima segunda-feira (13.05), o edital do 2º Prêmio ATP, uma iniciativa...

OSRAM traz ao país testadores profissionais de bateria e de sistemas elétricos veiculares

Ideais para uso em oficinas mecânicas, Testadores de Bateria PRO são capazes de realizar análise completa da parte elétrica dos veículos   São Paulo, maio de 2024 – Líder mundial no desenvolvimento de soluções em iluminação e acessórios automotivos, a OSRAM...

A importância das cooperativas de reciclagem para a economia circular e o crescimento socioeconômico

*POR Jade Rodriguero Dino São enormes as oportunidades e o espaço para o desenvolvimento e criação de novos negócios com base na economia circular. Segundo uma pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), 76,4% das indústrias já desenvolvem algum tipo de...

FGV IBRE: IGP-DI sobe 0,72% em abril

FGV IBRE - O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) subiu 0,72% em abril. No mês de março, a taxa havia sido de -0,30%. Com este resultado, o índice acumula queda de -0,26% no ano e de -2,32% em 12 meses. Em abril de 2023, o índice havia variado...

Ambserv passa a se chamar Veolia

Ambserv passa a se chamar Veolia Empresa é referência nacional no gerenciamento de resíduos de serviços de saúde e perigosos A Ambserv, empresa especializada no gerenciamento total de resíduos, passa a se chamar Veolia. Desde o ano passado, a multinacional francesa,...
Logo Manutenção.NET

NEW

A Internet das Coisas (IoT) como pilar fundamental para impulsionar a Indústria 4.0 no Brasil

Por Gabriel Pavão O conceito de Indústria 4.0, ou Quarta Revolução Industrial, há tempos assumiu um papel central nas discussões industriais, inclusive no contexto brasileiro. Desde a sua introdução, o setor pode se beneficiar da ascensão de novas automações e a...

Webinar Manutenção Prescritiva e Indústria 4.0 – Canal VITEK com Júlio Nascif

Webinar Manutenção Prescritiva e Indústria 4.0 – Canal VITEK com Júlio Nascif

Indústria automotiva: após anúncio de investimento de R$ 125 bi, especialista prevê aumento na demanda por aço

Indústria automotiva: após anúncio de investimento de R$ 125 bi, especialista prevê aumento na demanda por aço Marcos Ledo, diretor presidente da Krominox, enxerga um cenário otimista na produção nacional de veículos e que deve impulsionar outros segmentos No último...

Automação inteligente impulsiona a sustentabilidade na indústria brasileira

Automação inteligente impulsiona a sustentabilidade na indústria brasileira O diretor comercial do FoccoERP, Robson Rizzotto, enfatiza que para adquirir automação inteligente as empresas devem investir em tecnologias especializadas A indústria brasileira está passando...

Seagems assina contratos com a Petrobras para 6 PLSVs, no montante de US$ 1,8 bilhão

Seagems assina contratos com a Petrobras para 6 PLSVs, no montante de US$ 1,8 bilhão Rio de Janeiro, maio de 2024 – A Seagems garantiu contratos no valor de US$ 1,8 bilhão com Petrobras para seis navios PLSVs da companhia no acumulado para os próximos anos. O escopo...

Oil & Gas Summit terá discussões que reforçam a força da transição energética no Nordeste  

Oil & Gas Summit terá discussões que reforçam a força da transição energética no Nordeste   A 1ª edição do Oil & Gas Summit: Margem Equatorial e Transição Energética, que será realizada entre os dias 19 a 21 de março de 2025 no Centro de Eventos do Ceará, em...

Entre as sete tendências para a logística, está a adoção de tecnologias de Internet das Coisas (IoT)

Entre as sete tendências para a logística, está a adoção de tecnologias de Internet das Coisas (IoT) Por Elcio Rosa, diretor de Produtos e Tecnologia da Gestran, plataforma de gestão de frotas O ano de 2024 reserva para a logística algumas tendências que considero...

UniCesumar e Compass UOL: Parceria impulsiona futuro profissional de estudantes de tecnologia

UniCesumar e Compass UOL: Parceria impulsiona futuro profissional de estudantes de tecnologia Por meio do projeto Ambientes Profissionais, a parceria já beneficiou cerca de 147 alunos A UniCesumar, reconhecida por seu compromisso com a excelência acadêmica e a...

Veolia instala placas solares para gerar energia elétrica em suas operações

O projeto faz parte dos planos de descarbonização da companhia e tem capacidade para gerar 550 mil kWh por ano  ‌‎  ‌ ‌‎  ‌ ‌‎  ‌ A Veolia, empresa com atuação mundial em soluções ambientais, está instalando painéis fotovoltaicos em três de seus Centros de...

Dependabilidade na Classificação de Ativos: A Importância na Priorização de Equipamentos para uma Manutenção Efetiva e Eficaz

A Classificação dos Ativos (Priorização) é uma espécie de pedra fundamental para que se estabeleça uma Manutenção efetiva e eficaz em qualquer empresa. E é a cada dia maior a importância da dependabilidade no processo de analise riscos a que sistemas, processos e equipamentos estão sujeitos. Neste artigo exploramos a importância da dependabilidade tendo algumas referencias associadas a normas técnicas da ABNT.

Funcionário em viagem? Analise de Riscos de viagem de colaborador agora pode contar com a NBR ISO 31030.

Norma traz definições interessantes quanto aos papéis, responsabilidades e responsabilizações dentro da empresa e como desenvolver o planejamento/estabelecimento do programa em geral.
NBR ISO 31030 de 04/2024 – Gestão de riscos de viagem — Orientações para organizações.

Boa viagem e boa sorte!

Indicadores de Gestão. Uma conversa com Paulo Trombacco.

A importancia dos Indicadores de Gestão no sucesso da Manutenção estratégica

Alugar ou Comprar? O que é mais frequente na Manutenção Brasileira?

Alugar ou comprar? Todos os dias os profissionais da Manutenção tomam decisões para manter ou aumentar a confiabilidade e a disponibilidade dos ativos sob sua responsabilidade. Com um olho no custo e o outro na eficácia de seu trabalho, comprar ou alugar pode parecer...

A tecnologia como peça fundamental para a promoção da Sustentabilidade no mercado industrial

Por Gabriel Pavão ‌‎  ‌ Tanto a sustentabilidade, quanto o avanço tecnológico tem sido pautas recorrentes entre os C-levels das empresas. Para se ter uma ideia, de acordo com a pesquisa Panorama 2024, da Amcham Brasil, para 60% dos executivos, a Inteligência...

Ciser inaugura ramal de gás natural na unidade Araquari

Ciser inaugura ramal de gás natural na unidade Araquari Joinville, maio de 2024 - A Ciser, líder no setor de fixadores na América Latina, celebrou junto com autoridades de Araquari e da SCGás a inauguração do ramal de abastecimento de gás natural (GN) em sua unidade...

Hospitalar 2024 traz Simpósio de Infraestrutura: Inovação e Eficiência em Ambientes Hospitalares em Foco

Hospitalar 2024 traz Simpósio de Infraestrutura: Inovação e Eficiência em Ambientes Hospitalares em Foco Evento reunirá especialistas para discutir melhores práticas e casos de sucesso na gestão de projetos e obras em hospitais renomados do Brasil São Paulo, maio de...

Simak Rent, empresa de locação de veículos pesados, spin-off do grupo Manserv, planeja investir R$ 2 bilhões até 2026 para expandir operações

Simak Rent, empresa de locação de veículos pesados, spin-off do grupo Manserv, planeja investir R$ 2 bilhões até 2026 para expandir operações  ‌    Companhia já com conta com 1579 ativos locados, entre equipamentos de linha amarela, linha verde e caminhões. Frota deve...

Portal de Compras Públicas projeta transacionar mais de R$ 80 bilhões em licitações neste ano

Portal de Compras Públicas projeta transacionar mais de R$ 80 bilhões em licitações neste ano Com avanços na digitalização do processo licitatório, govtech também consegue promover economicidade de até 28% aos cofres públicos Com um mercado em franca expansão,...

Associação de Terminais Portuários Privados anuncia o lançamento do 2º Prêmio ATP

Concurso busca reconhecer iniciativas relacionadas a ações sociais ou inovações tecnológicas no sistema portuário privado brasileiro A Associação de Terminais Portuários Privados (ATP) lança, na próxima segunda-feira (13.05), o edital do 2º Prêmio ATP, uma iniciativa...

OSRAM traz ao país testadores profissionais de bateria e de sistemas elétricos veiculares

Ideais para uso em oficinas mecânicas, Testadores de Bateria PRO são capazes de realizar análise completa da parte elétrica dos veículos   São Paulo, maio de 2024 – Líder mundial no desenvolvimento de soluções em iluminação e acessórios automotivos, a OSRAM...

A importância das cooperativas de reciclagem para a economia circular e o crescimento socioeconômico

*POR Jade Rodriguero Dino São enormes as oportunidades e o espaço para o desenvolvimento e criação de novos negócios com base na economia circular. Segundo uma pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), 76,4% das indústrias já desenvolvem algum tipo de...

FGV IBRE: IGP-DI sobe 0,72% em abril

FGV IBRE - O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) subiu 0,72% em abril. No mês de março, a taxa havia sido de -0,30%. Com este resultado, o índice acumula queda de -0,26% no ano e de -2,32% em 12 meses. Em abril de 2023, o índice havia variado...

Ambserv passa a se chamar Veolia

Ambserv passa a se chamar Veolia Empresa é referência nacional no gerenciamento de resíduos de serviços de saúde e perigosos A Ambserv, empresa especializada no gerenciamento total de resíduos, passa a se chamar Veolia. Desde o ano passado, a multinacional francesa,...

O mundo vem evoluindo numa velocidade exponencial e com ela veio a transformação digital e a economia digital acelerando e transformando os negócios. O ecossistema de Centro de Serviços Compartilhados (CSC), também foi impactado, mas a sua estrutura nos demonstrou na prática um modelo de gestão ágil, maduro e bastante versátil.

monteeuse 750x120


Para que o CSC chegasse até aqui com esta notória robustez, a própria jornada de trabalho, que foi se moldando ao longo das últimas décadas, de acordo com as necessidades de maior interação entre os setores de uma empresa, como também a inserção de novas tecnologias para a facilitação e integração dos seus processos, contribuiu fortemente para o desenvolvimento do CSC. Vejamos, então, como isso aconteceu na linha do tempo.

Concebido nos Estados Unidos, na década de 1970, o CSC nasceu com a forte vocação para otimizar tempo, reduzir custos e desperdícios, aumentar a produtividade e a melhoria dos processos internos e externos de corporações dos mais diversos segmentos.

No Brasil, este modelo de gestão ficou mais evidenciado no início dos anos 80, quando muitas empresas sentiram a necessidade de amortizar custos e melhorar a qualidade dos serviços administrativos. Com expressivos resultados conquistados com a adoção deste modelo de gestão, estas mesmas empresas perceberam que outros lucros seriam alcançados caso este modelo fosse ampliado. A partir desse ponto, o modelo de Centro de Serviços Compartilhados, que ainda estava em seus primeiros passos no país, foi desafiado e posto à prova.

Naquela época, final dos anos 80 e início dos anos 90, com o objetivo de tentar conter a inflação, o governo lançou quatro planos econômicos que impactaram diretamente nas correções monetárias e provocaram inúmeros ajustes financeiros dentro das corporações. Diante desse quadro, o CSC foi estimulado a ampliar o seu escopo de trabalho, unir áreas funcionais e capacitar profissionais para atuarem como agentes estratégicos dentro dos Centros de Serviços Compartilhados. É neste momento que surgem os primeiros CSC’s Multifuncionais.

Tal mobilidade acaba fortalecendo a cultura de compartilhamento de estruturas e gestão do conhecimento tornando-os mais potentes e, com isso, melhorando significativamente o compliance para seus negócios. Para ter uma ideia deste processo, segundo uma pesquisa realizada pela Deloitte, no início dos anos 2000, cerca de 74% dos CSC’s eram Monofunção, ou seja, cada área funcional do negócio tinha seu próprio CSC. No início da década de 2010, cerca de 76% dos CSC’s haviam migrado para estruturas multifuncionais.

O amadurecimento que se observa até este ponto, levou o CSC a escalar novos patamares na busca de expandir e adicionar mais valor aos negócios. Esta movimentação levou à criação de processos globais, padronização de entrega dos serviços, organização dos canais de acesso para todas as demandas, como também melhora da utilização dos dados e das informações compartilhadas. Com o acréscimo desses novos diferenciais, o CSC ganhou a sustentabilidade imprescindível ao modelo de gestão de serviços compartilhados.

Quem pensa que as possibilidades inseridas numa estrutura de CSC são limitadas, engana-se. E a evolução também de uma padronização da plataforma tecnológica (como exemplo a unificação ou instância única de um ERP) passou a permitir uma gestão centralizada de unidades espalhadas em diversas regiões ou países, através da utilização de soluções, como dashboards e outras ferramentas com informações padronizadas e em tempo real, dos processos mais relevantes.

O mercado

Atualmente, estima-se que 90% das empresas globais de médio e grande porte adotam o CSC como parte integrante das suas estratégias(1). No Brasil, de acordo com a pesquisa realizada pela ABSC – Associação Brasileira de Serviços Compartilhados, entre as mais de 200 empresas analisadas durante o estudo, 97% possuem um CSC, enquanto as demais estão começando a se estruturar. Isso mostra que as organizações estão caminhando, cada vez mais, para contarem na sua estrutura com o modelo de CSCs como parte da estratégia de negócio, em razão de todas as vantagens e benefícios oferecidos.

Além disso, 81% das empresas criaram uma área de melhoria contínua e 16% pretendem implantar para apoiar na gestão dos CSCs. Com a concepção desta área, que visa acompanhar os indicadores de desempenho dos processos, coordenar pesquisas de satisfação, ajudar na identificação de oportunidades de melhoria, entre outras responsabilidades, é possível aprimorar ainda mais os serviços prestados.

 O futuro

Os serviços compartilhados agora se encontram em um novo ponto de partida: o modelo operacional mudou, ou está mudando, por necessidades variadas e algumas implicações do futuro, tornando-os mais estratégicos. Percebe-se que as estruturas de Serviços Compartilhados têm evoluído para se tornar um centro de inovação, ao oferecer serviços mais estratégicos e focando agora em novas ofertas para além das operacionais tradicionais. Com isso a inovação passou a ser um pilar muito importante para a gestão do CSC. Com isso os CSCs vão se tornar cada vez mais protagonistas dos serviços de análise de dados (business analytics), com um amplo portfólio de serviços (visão E2E) e orientado à geração de valor através da gestão do conhecimento organizacional.

A transformação digital, que já estava implantada ou em curso dentro das corporações, foi pressionada tanto pelo mercado quanto pelos clientes a criarem e/ou acelerarem experiências a partir de novas tecnologias, como computação em nuvem, inteligência artificial, Big Data / Analytics e Chatbot. E essa aceleração também foi motivada pela pandemia Covid-19, que trouxe à tona uma nova forma de trabalho remoto em praticamente todas as corporações ao redor do mundo. E no caso dos CSCs.

E mais uma vez, a importância do CSC se revela, inclusive, no que tange a pessoas, a habilidade do desenvolvimento estratégico das equipes, a capacitação profissional, onde o autogerenciamento, habilidade de interagir com grupos diversos, com culturas distintas e em outros idiomas, é fundamental para o sucesso. Isso tudo numa nova abordagem do CSC como um centro digital de conhecimento, onde requer uma obsessão por customer first.


No geral, o que fica evidenciado é que os Centros de Serviços Compartilhados estão cada vez mais evoluídos e se adaptando de forma eficaz às condições geopolíticas em rápida mudança (como por exemplo a pandemia COVID-19) à medida que buscam fornecer serviços ágeis e de valor agregado, uma melhor experiência do cliente, e gerando alto impacto nos resultados dos negócios.

E essa evolução nos aponta que o CSC do futuro é o parceiro ideal preferido dos negócios, pois é o exímio integrador do back office e do front office da companhia, através de soluções inovadoras que entregam resultados superiores em termos de agilidade, valor e experiência.

1 (Shared Service & Outsourcing Network — SSON, 2012)

Autor: Timóteo Tangarife – Diretor Presidente da Associação Brasileira de Serviços Compartilhados – ABSC

Timóteo Tangarife ​possui mais de 20 anos de experiência no setor de energia elétrica do Brasil, com forte conhecimento em Gestão e Governança de Serviços de TI, incluindo liderança de equipes e gestão de projetos corporativos com alinhamento entre as áreas de Tecnologia da Informação e negócios, com metas de redução de custos, criação de valor e otimização de processos. Timóteo é o Superintendente e responsável pela coordenação dos processos integrados do Centro de Serviços Compartilhados do Grupo Eletrobras – a maior empresa do setor de energia elétrica da América Latina. O executivo também possui experiência em projetos web de Design de Interação, Acessibilidade e Usabilidade de aplicações web, incluindo soluções biométricas. Há um ano, atua como Diretor Presidente da Associação Brasileira de Serviços Compartilhados (ABSC). Também é líder do time organizador, curador e coautor do livro Best Seller Jornada CSC.

Fracttal Banner
×
anuncio fracttal 750x120