Manutenção.net Notícias

oferecimento
Esqueci minha senha

Medidas sustentáveis reduzem em 60% custos de energia elétrica do Aeroporto de Teresina

Piauí - Com o objetivo de garantir mais agilidade, eficiência e sustentabilidade ao Aeroporto de Teresina/Senador Petrônio Portella (PI), a Infraero automatizou o sistema de iluminação do pátio de manobras do terminal piauiense. Também foram trocadas as lâmpadas a vapor dos refletores por luminárias com a tecnologia LED.

Medidas sustentáveis reduzem em 60% custos de energia elétrica do Aeroporto de TeresinaA iniciativa faz parte do projeto de eficiência energética da Infraero e proporcionará uma economia mensal na ordem de 60% nos custos com consumo de energia elétrica do sistema de iluminação do pátio, e um acréscimo de 30% nos níveis de iluminação dos locais atendidos.

Além do pátio, outras áreas do aeroporto foram contempladas com o novo projeto – via de serviço, faixa de pedestres, área de triagem de bagagem e letreiro lado ar –, proporcionando melhores condições para o desenvolvimento das atividades, bem como para o trânsito de passageiros. No total, foram substituídos 40 refletores com lâmpadas a vapor de sódio com potência de 400W por 40 refletores de LED com potência de 200W.

O superintendente do aeroporto, Marco Aurélio Zenni, explica que além das medidas implantadas neste ano, em setembro de 2017, foram instaladas luminárias de LED nas salas de embarque, de desembarque e do prédio da manutenção no Aeroporto de Teresina. “O gesto resultou na redução de 60% no consumo de energia elétrica para o sistema de iluminação, um aumento de 20,6% na intensidade luminosa e a melhoria em 285% na eficiência energética do sistema de iluminação”, pontua.

Com capacidade para receber mais de dois milhões de passageiros por ano, o terminal tem uma média diária de 2,7 mil passageiros embarcados/desembarcados e 13 operações regulares operadas por três companhias aéreas – Azul, Gol e Latam. As rotas interligam a cidade a diversos destinos brasileiros, como São Luís (MA), Fortaleza (CE), Guarulhos, Campinas (SP), Brasília (DF), Recife (PE), Belém (PA), Rio de Janeiro (RJ), além da cidade piauiense de Parnaíba.

Fonte: Aeroflap

Publicado por: Manutenção .NET

Nenhum comentário ainda