Q
Logo Manutenção.NET

Desenvolvido por CityPubli

NOTÍCIAS:

Webinar Manutenção Prescritiva e Indústria 4.0 – Canal VITEK com Júlio Nascif

Webinar Manutenção Prescritiva e Indústria 4.0 – Canal VITEK com Júlio Nascif

Prefeitura do Rio e Universidade de Columbia realizam seminário internacional: “Os Países do G20 e a Diplomacia dos Biocombustíveis”

Evento terá participações de Mauro Vieira, ministro das Relações Exteriores, de embaixadores da Índia e Indonésia e do cônsul dos Estados Unidos O Rio de Janeiro será palco do seminário internacional "Os Países do G20 e a Diplomacia dos Biocombustíveis", evento...

SKF lança modelo de negócio para auxiliar indústrias a mensurar e atingir metas de sustentabilidade

SKF lança modelo de negócio para auxiliar indústrias a mensurar e atingir metas de sustentabilidade Voltado à indústria como Mineração, Siderurgia, Papel e Celulose, Óleo e Gás, Alimentos e Bebidas, entre outras, o SKF Circular Service Contract é um novo tipo de...

Cartilha de eficiência energética para ar-condicionado é lançada para o setor AVACR e sociedade

Cartilha de eficiência energética para ar-condicionado é lançada para o setor AVACR e sociedade A proposta da publicação da ABRAVA é disseminar informações para donos e gestores de pequenos e médios comércios sobre a relação do uso do ar-condicionado com a eficiência...

Quatro profissões que não serão atingidas pela IA

Quatro profissões que não serão atingidas pela IA Por Jordano Rischter Será que seu emprego corre o risco de ser eliminado pela inteligência artificial? Certamente, mensurar o impacto da IA sobre o futuro do trabalho e sobre quais serão as carreiras que serão mais ou...

Especialista da Colliers fala sobre a popularização do ESG nos projetos imobiliários

Para Hélio Gallizzi, diretor nacional de serviços O&A Colliers Brasil, práticas ESG transcendem o âmbito de métricas financeiras tradicionais São Paulo, fevereiro de 2024 - ​Segundo pesquisa realizada pela Agência FIEP no Brasil em 2019, 87% dos entrevistados...

Fábrica da Librelato passa por transformação tecnológica para atender o mercado

Fábrica da Librelato passa por transformação tecnológica para atender o mercado Modernização incluiu a aquisição de novos maquinários para digitalização de processos  Fábrica de Criciúma opera com a maior célula robotizada de soldagem de chassi da América Latina desde...

Procter & Gamble apoia a transição global do código de barras 2D

Procter & Gamble apoia a transição global do código de barras 2D Presidente e CEO de uma das maiores empresas de bens de consumo no mundo incentiva migração do tradicional código de barras para o novo código 2D Novo padrão garante mais informações e...

Dois novos discos abrasivos da Starrett, indicados para cortes de inox e aço, completam a linha da indústria

Novos produtos são parte dos lançamentos da empresa em 2024 que vêm para integrar o portfólio da marca Em qualquer material, a precisão do corte é um dos diferenciais que podem ser oferecidos pelas ferramentas utilizadas, proporcionando efeitos notórios no resultado...

Como a manutenção inteligente impacta o desenvolvimento do setor com a nova política industrial do Brasil

Como a manutenção inteligente impacta o desenvolvimento do setor com a nova política industrial do Brasil Por Gabriel Pavão Com a chegada de 2024, o futuro do setor industrial vem tomando novos rumos. No início deste ano, o Governo Federal anunciou a mais recente...

Infograficos: Uma questão de arte misturada com informação

esse pessoal do Visual Capitalist sempre nos presenteia com qualidade excepcional em seus inforgraficos. Sou fã.

Lista global de líderes em transparência ambiental tem sete novas empresas brasileiras

Estruturada pelo CDP, a ‘A List’ é composta por empresas que alcançaram nota máxima na divulgação de dados ambientais e assumiram compromissos relacionados a emissões de gases de efeito estufa, desmatamento e segurança hídrica.   São Paulo, 6 de fevereiro de 2024 – O...

Siemens utiliza simulação multidisciplinar no desenvolvimento de motores de fluxo axial para a próxima geração de veículos elétricos

Siemens utiliza simulação multidisciplinar no desenvolvimento de motores de fluxo axial para a próxima geração de veículos elétricos O novo software Simcenter E-Machine Design combina simulação eletromagnética e térmica em uma única solução, ajuda a reduzir a...

Acordo com agência internacional vai acelerar a transição energética no Brasil

O Brasil deu mais um passo rumo ao protagonismo na transição energética. Nesta quarta-feira (31), o Ministério de Minas e Energia (MME) e a Agência Internacional de Energia (IEA) assinaram o Plano de Trabalho para a Aceleração da Transição Energética. A iniciativa...

Motores elétricos são responsáveis pelo consumo de 68% da energia elétrica das fábricas, diz Procel

Considerado o coração das fábricas, esses equipamentos demandam muita energia para funcionar, e se eles não estiverem em pleno funcionamento, desperdício de energia se fará presente a todo momento. Ações para otimizar desempenho e minizar consumo de energia são...

Brasil produz 48 milhões de toneladas de resíduos de construção e demolição

O Brasil produziu cerca de 48 milhões de toneladas de resíduos de construção e demolição (RCD) em 2021, o que equivale a 227 quilos de materiais de entulho por habitante, segundo o Panorama de Resíduos Sólidos no Brasil, publicado em 2022 pela Associação Brasileira de...

Proteção Passiva Contra Fogo

FIRETEX® M90/03: O PRIMEIRO PASSO PARA SALVAR VIDAS: PROTEÇÃO PASSIVA CONTRA FOGO HIDROCARBONETO O FIRETEX M90 / 03, um epóxi intumescente 100% sólido e altamente reforçado, certificado pela UL 1709, da Sherwin-Williams, ajuda a reduzir o risco total do colapso da...

Nova Indústria Brasil pode alavancar o PIB

A Nova Indústria Brasil (NIB), lançada pelo governo, é uma política de Estado fundamental para recuperar a competitividade do setor, paulatinamente corroída nas últimas três décadas, nas quais a manufatura foi perdendo seu vigor e reduzindo sua participação no PIB...

WEG fornece primeiros motores com grau de proteção IP67S para Estação de Mazareatoson no Egito

A filial WEG em Portugal será responsável pela fabricação e fornecimento dos motores verticais W22 na Europa A WEG realizou recentemente o primeiro fornecimento de três motores verticais W22 280S/M 110kW 380V, com grau de proteção IP67S. Este pedido foi desenvolvido...

A Importância Estratégica da Gestão de Terceiros na Promoção da Saúde e Segurança no Ambiente de Trabalho

  A preocupação com a Saúde e Segurança do Trabalho (SST) deve ser uma prioridade incontestável para qualquer empresa, sendo a prevenção de acidentes laborais seu objetivo primordial. Dados do Ministério do Trabalho e Emprego revelam que, de 2002 a 2021, o Brasil...

Presidente Lula assina decreto da nova Estratégia BIM BR

Ato ocorreu durante reunião do CNDI que aprovou a nova política industrial, no Palácio do Planalto A manhã desta segunda-feira (22.01) foi de grandes marcos para a indústria brasileira. Além da aprovação da nova política industrial pelo Conselho Nacional de...

Neoenergia lança desafio em busca de soluções para a ampliar a descarbonização do Rock in Rio e outros festivais de música

DescarbonizAê vai mobilizar startups em concurso para promover ações inovadoras para reduzir a emissão de CO2 em eventos como o Rock in Rio. Inscrições vão até 9 de fevereiro Rio de Janeiro, 22 de janeiro de 2024 – A parceria entre a Neoenergia e o Rock in Rio, maior...
Logo Manutenção.NET

NEW

Webinar Manutenção Prescritiva e Indústria 4.0 – Canal VITEK com Júlio Nascif

Webinar Manutenção Prescritiva e Indústria 4.0 – Canal VITEK com Júlio Nascif

Prefeitura do Rio e Universidade de Columbia realizam seminário internacional: “Os Países do G20 e a Diplomacia dos Biocombustíveis”

Evento terá participações de Mauro Vieira, ministro das Relações Exteriores, de embaixadores da Índia e Indonésia e do cônsul dos Estados Unidos O Rio de Janeiro será palco do seminário internacional "Os Países do G20 e a Diplomacia dos Biocombustíveis", evento...

SKF lança modelo de negócio para auxiliar indústrias a mensurar e atingir metas de sustentabilidade

SKF lança modelo de negócio para auxiliar indústrias a mensurar e atingir metas de sustentabilidade Voltado à indústria como Mineração, Siderurgia, Papel e Celulose, Óleo e Gás, Alimentos e Bebidas, entre outras, o SKF Circular Service Contract é um novo tipo de...

Cartilha de eficiência energética para ar-condicionado é lançada para o setor AVACR e sociedade

Cartilha de eficiência energética para ar-condicionado é lançada para o setor AVACR e sociedade A proposta da publicação da ABRAVA é disseminar informações para donos e gestores de pequenos e médios comércios sobre a relação do uso do ar-condicionado com a eficiência...

Quatro profissões que não serão atingidas pela IA

Quatro profissões que não serão atingidas pela IA Por Jordano Rischter Será que seu emprego corre o risco de ser eliminado pela inteligência artificial? Certamente, mensurar o impacto da IA sobre o futuro do trabalho e sobre quais serão as carreiras que serão mais ou...

Especialista da Colliers fala sobre a popularização do ESG nos projetos imobiliários

Para Hélio Gallizzi, diretor nacional de serviços O&A Colliers Brasil, práticas ESG transcendem o âmbito de métricas financeiras tradicionais São Paulo, fevereiro de 2024 - ​Segundo pesquisa realizada pela Agência FIEP no Brasil em 2019, 87% dos entrevistados...

Fábrica da Librelato passa por transformação tecnológica para atender o mercado

Fábrica da Librelato passa por transformação tecnológica para atender o mercado Modernização incluiu a aquisição de novos maquinários para digitalização de processos  Fábrica de Criciúma opera com a maior célula robotizada de soldagem de chassi da América Latina desde...

Procter & Gamble apoia a transição global do código de barras 2D

Procter & Gamble apoia a transição global do código de barras 2D Presidente e CEO de uma das maiores empresas de bens de consumo no mundo incentiva migração do tradicional código de barras para o novo código 2D Novo padrão garante mais informações e...

Dois novos discos abrasivos da Starrett, indicados para cortes de inox e aço, completam a linha da indústria

Novos produtos são parte dos lançamentos da empresa em 2024 que vêm para integrar o portfólio da marca Em qualquer material, a precisão do corte é um dos diferenciais que podem ser oferecidos pelas ferramentas utilizadas, proporcionando efeitos notórios no resultado...

Como a manutenção inteligente impacta o desenvolvimento do setor com a nova política industrial do Brasil

Como a manutenção inteligente impacta o desenvolvimento do setor com a nova política industrial do Brasil Por Gabriel Pavão Com a chegada de 2024, o futuro do setor industrial vem tomando novos rumos. No início deste ano, o Governo Federal anunciou a mais recente...

Infograficos: Uma questão de arte misturada com informação

esse pessoal do Visual Capitalist sempre nos presenteia com qualidade excepcional em seus inforgraficos. Sou fã.

Lista global de líderes em transparência ambiental tem sete novas empresas brasileiras

Estruturada pelo CDP, a ‘A List’ é composta por empresas que alcançaram nota máxima na divulgação de dados ambientais e assumiram compromissos relacionados a emissões de gases de efeito estufa, desmatamento e segurança hídrica.   São Paulo, 6 de fevereiro de 2024 – O...

Siemens utiliza simulação multidisciplinar no desenvolvimento de motores de fluxo axial para a próxima geração de veículos elétricos

Siemens utiliza simulação multidisciplinar no desenvolvimento de motores de fluxo axial para a próxima geração de veículos elétricos O novo software Simcenter E-Machine Design combina simulação eletromagnética e térmica em uma única solução, ajuda a reduzir a...

Acordo com agência internacional vai acelerar a transição energética no Brasil

O Brasil deu mais um passo rumo ao protagonismo na transição energética. Nesta quarta-feira (31), o Ministério de Minas e Energia (MME) e a Agência Internacional de Energia (IEA) assinaram o Plano de Trabalho para a Aceleração da Transição Energética. A iniciativa...

Motores elétricos são responsáveis pelo consumo de 68% da energia elétrica das fábricas, diz Procel

Considerado o coração das fábricas, esses equipamentos demandam muita energia para funcionar, e se eles não estiverem em pleno funcionamento, desperdício de energia se fará presente a todo momento. Ações para otimizar desempenho e minizar consumo de energia são...

Brasil produz 48 milhões de toneladas de resíduos de construção e demolição

O Brasil produziu cerca de 48 milhões de toneladas de resíduos de construção e demolição (RCD) em 2021, o que equivale a 227 quilos de materiais de entulho por habitante, segundo o Panorama de Resíduos Sólidos no Brasil, publicado em 2022 pela Associação Brasileira de...

Proteção Passiva Contra Fogo

FIRETEX® M90/03: O PRIMEIRO PASSO PARA SALVAR VIDAS: PROTEÇÃO PASSIVA CONTRA FOGO HIDROCARBONETO O FIRETEX M90 / 03, um epóxi intumescente 100% sólido e altamente reforçado, certificado pela UL 1709, da Sherwin-Williams, ajuda a reduzir o risco total do colapso da...

Nova Indústria Brasil pode alavancar o PIB

A Nova Indústria Brasil (NIB), lançada pelo governo, é uma política de Estado fundamental para recuperar a competitividade do setor, paulatinamente corroída nas últimas três décadas, nas quais a manufatura foi perdendo seu vigor e reduzindo sua participação no PIB...

WEG fornece primeiros motores com grau de proteção IP67S para Estação de Mazareatoson no Egito

A filial WEG em Portugal será responsável pela fabricação e fornecimento dos motores verticais W22 na Europa A WEG realizou recentemente o primeiro fornecimento de três motores verticais W22 280S/M 110kW 380V, com grau de proteção IP67S. Este pedido foi desenvolvido...

A Importância Estratégica da Gestão de Terceiros na Promoção da Saúde e Segurança no Ambiente de Trabalho

  A preocupação com a Saúde e Segurança do Trabalho (SST) deve ser uma prioridade incontestável para qualquer empresa, sendo a prevenção de acidentes laborais seu objetivo primordial. Dados do Ministério do Trabalho e Emprego revelam que, de 2002 a 2021, o Brasil...

Presidente Lula assina decreto da nova Estratégia BIM BR

Ato ocorreu durante reunião do CNDI que aprovou a nova política industrial, no Palácio do Planalto A manhã desta segunda-feira (22.01) foi de grandes marcos para a indústria brasileira. Além da aprovação da nova política industrial pelo Conselho Nacional de...

Neoenergia lança desafio em busca de soluções para a ampliar a descarbonização do Rock in Rio e outros festivais de música

DescarbonizAê vai mobilizar startups em concurso para promover ações inovadoras para reduzir a emissão de CO2 em eventos como o Rock in Rio. Inscrições vão até 9 de fevereiro Rio de Janeiro, 22 de janeiro de 2024 – A parceria entre a Neoenergia e o Rock in Rio, maior...

Cenário de pandemia fez surgir um fenômeno que vem ganhando espaço no mundo corporativo, o quiet quitting, a demissão silenciosa

CityPubli 750 x 120

A pandemia deixou marcas profundas nas relações de trabalho. A cada dois trabalhadores, um se sente esgotado e acha o emprego muito estressante. Um em cada três profissionais considera que sua felicidade foi afetada pelo estresse do trabalho e 40% deles planejam pedir demissão nos próximos anos. Os números são da pesquisa Talkspace’s Employee Stress Check, feita este ano por uma consultoria de saúde mental nos Estados Unidos, mas que refletem uma realidade mundial.

Os principais motivos para insatisfação do trabalhador, segundo a pesquisa, são salário baixo (57%), esgotamento emocional ou burnout (51%), falta de flexibilidade da empresa (45%) e excesso de horas extras (44%). Esse cenário de pandemia fez surgir um fenômeno que vem ganhando espaço no mundo corporativo, o chamado quiet quitting, ou demissão silenciosa.

Na versão corrente, demissão silenciosa é quando o trabalhador executa estritamente suas funções limitando-as ao necessário, o suficiente para se manter no emprego. A psicóloga Patrícia Ansarah, uma das fundadoras do Instituto Internacional de Segurança Psicológica (IISP), afirma, no entanto, que o comportamento se populariza, alavancado pela Geração Z (nascidos entre 1996 e 2012), porque dá voz ao sofrimento das pessoas no ambiente de trabalho.

De acordo com Patrícia, a demissão silenciosa não tem relação com falta de engajamento. “Tem a ver com o colaborador optar por permanecer realizando suas funções sem assumir responsabilidades extras, contra as expectativas de líderes e empregadores de que todos dedicarão horas adicionais e energia sem compensação adicional. Embora possa parecer falta de engajamento ou apatia, são pessoas que até não se importam em trabalhar muito, desde que vejam valor e benefício em sacrificar o seu tempo e saúde para isso”, avalia Patrícia.

O movimento foi criado em um contexto de insegurança financeira, constante estresse, aumento nos casos de ansiedade, burnout (esgotamento emocional) e, consequentemente, baixa qualidade de vida. A psicóloga Veruska Galvão, também fundadoras do IISP, afirma que a mudança drástica do modelo de trabalho durante a pandemia, com profissionais sobrecarregados, sofrendo pressão por resultados e, na maioria das vezes, não sendo valorizados e nem remunerados por isso, provocou o aumento desse comportamento.

“É um movimento mundial que essa geração mais nova provoca sobre o que significa ter uma carreira de sucesso e qual o preço disso, numa resposta às gerações anteriores que estão adoecendo por terem negligenciado conversas sobre limites, saúde e bem-estar. É um movimento social de crítica à normalização do excesso de trabalho”, afirma Patrícia.

Liderança

Segundo Veruska, empresas que não prepararem seus líderes para compreenderem o contexto e o impacto desse movimento sofrerão consequências negativas. Ela diz que os gestores precisam reavaliar prioridades, estabelecer conexão com seus times, incluir em suas pautas o tema de saúde mental e, principalmente, se colocar como parte do time, assumindo a responsabilidade pelos indicadores de saúde e performance da equipe.

O especialista em logística e sócio da empresa Pathfind, Antonio Wrobleski, divide os praticantes de quiet quitting em duas vertentes. Uma delas é característica das novas gerações. “O jovem de hoje não tem mais pretensão de permanecer longos períodos na empresa, está muito suscetível a mudanças e enxerga motivos em diferentes situações”, afirma. O outro aspecto está relacionado à empresa, quando o funcionário não vê perspectivas de crescimento ou a companhia não oferece atratividade.

“A pessoa só se estressa, se frustra, quando não alcança seus objetivos, sejam pessoais, de relacionamentos ou empresariais. O quiet quitting é um ponto na curva que acontece há algum tempo e hoje está tendo publicidade porque algumas empresas não sabem como lidar com isso”, diz Wrobleski.

Para Patrícia, o movimento de quiet quitting está diretamente relacionado à liderança. A falta de clareza dos papéis, objetivos e metas causa ineficiência operacional, que resulta em retrabalhos, horas extras e esforços que não geram valor ao negócio. A insegurança dos líderes em confiar em seus times e a falta de tempo como desculpa para não estar com suas equipes geram distanciamento entre líder e liderado, afirma Patrícia, aumentando o nível de estresse, ansiedade e doenças mais graves como burnout e depressão.

Áreas vulneráveis

Ainda não há estudos sobre os setores mais vulneráveis ao quiet quitting, mas os casos de burnout são mais frequente nas áreas de saúde, serviço e educação, especialmente em grandes empresas multinacionais, nas quais os profissionais relatam maior dificuldade para se desconectar do trabalho nos momentos que deveriam ser focados para o descanso, lazer ou cuidados com a saúde, devido principalmente ao excesso de cobrança por resultados.

Segundo Patrícia, a demissão silenciosa impacta os resultados financeiros e sustentabilidade do negócio, o que pode ser prejudicial às organizações que estão precisando inovar rapidamente para se manterem competitivas. O aumento de turnover, auxílio-doença, absenteísmo, afastamento médico, ineficiência operacional, processos de seleção e de treinamento afetam a reputação da empresa e impacta diretamente o resultado financeiro.

“Para se ter uma ideia de grandeza de valores, uma pesquisa realizada pela Gallup mundialmente com mais de 3 milhões de pessoas, mostra que apenas 25% dos profissionais estão engajados no trabalho. A estimativa, em dólares, é que isto custe US$ 7,8 trilhões à economia global”, aponta Veruska.

Para romper esse ciclo é preciso preparar a liderança, concordam Patrícia, Veruska e Wrobleski. “Identificar o que precisa ser mudado é o primeiro passo e isso só será possível se a qualidade do relacionamento entre líder e liderado virar prioridade”, afirma Patrícia. Veruska defende que é preciso desenvolver uma relação mais próxima, mais vulnerável e humana para que as pessoas se sintam confortáveis ao trazer suas questões, compartilhar inseguranças e pedir apoio sem medo de sofrer retaliação ou julgamento.

Wrobleski aponta que a empresa precisa oferecer um ambiente de trabalho saudável. Isso inclui horários mais flexíveis, ambientes mais leves e soltos. “Tudo isso faz parte das regras de convivência entre empresas e funcionários, que é como uma convivência familiar. Se não houver uma boa convivência, não vai haver funcionários estimulados e a empresa também não será estimulante”, comenta.

O empresário diz que existem variadas opções para oferecer recursos ao trabalhador. “Eu sempre gostei de atualização pessoal, abrir canais para novas formações. Existem muitas ferramentas que trazem bons resultados”, alega.

Relação humana

Resultados a qualquer custo não cabem mais nas empresas saudáveis e sustentáveis. A qualidade das relações humanas é o foco para criar e manter ambientes produtivos. A gestão empresarial precisa estar preparada para fazer mais perguntas e dar menos respostas. Essa também é a melhor maneira de incluir a diversidade de pensamentos e criar diálogos e discussões férteis para o negócio.

“Criar condições para que o ambiente seja favorável à saúde do profissional e da organização é oferecer ambientes psicologicamente seguros, onde haja limites, falar dos problemas que ninguém fala, pedir ajuda, falar daquilo que importa, sem medo”, afirma Patrícia.

Wrobleski diz que, mais do que o KPI, os indicadores-chave de performance, fundamentais para conduzir bem os negócios, é preciso voltar a atenção aos indicadores-chave das pessoas no mundo corporativo. “Sempre fui muito favorável e estou olhando com particular carinho para esses indicadores de pessoas, abrindo a visão sobre o que acontece com essas pessoas no dia a dia”, afirma.

Ao observar as pessoas na empresa, o gestor consegue identificar eventuais problemas, como por falta de motivação, presença inconstante, entregas irregulares, que caracterizam o quiet quitting. “O gestor precisa ter ferramentas para se aproximar das pessoas e para que as pessoas se aproximem da empresa”, explica Wrobleski.

Segundo Veruska, empresas onde existe a prática do quiet quitting são as que adotam o microgerenciamento, retaliação, falta de confiança, medo instalado e a cultura do silêncio imperando. “Ambientes psicologicamente seguros favorecem a alta performance em uma dinâmica social saudável, a qualidade das conversas aumenta e o nível de estresse diminui, impactando a saúde do colaborador e a saúde financeira da empresa”, garante.

Quiet firing

Mas a conversa franca depende também do trabalhador. No lugar da prática da demissão silenciosa, Patrícia sugere que o profissional seja transparente com o seu líder e tome a iniciativa para conversar sobre limites do trabalho. Esse diálogo, segundo ela, pode impedir consequências ainda mais graves, como a adoção do quiet firing, resposta imatura da liderança ao quiet quitting, que aumenta a distância entre o líder e o liderado.

No lugar de olhar para a demissão silenciosa como um diagnóstico que aponta para a urgência de se criar relações psicologicamente seguras que geram aprendizado e crescimento para todos, no quiet firing os líderes passam suspender feedbacks, congelar promoções, promover mudanças repentinas, não compartilhar informações relevantes para o trabalho, cancelar reuniões, entre outras práticas, até que a situação se torne insustentável e o funcionário peça para sair, comenta Veruska.

Como empresário, Wrobleski defende que o quiet firing não deve existir. “Se o funcionário não está atendendo à empresa, não importa o comportamento dele, se estiver fora da curva, o gestor precisa trazê-lo para dentro. Não pode nunca haver uma dinâmica de quiet firing”, alega.

As empresas devem colocar o ambiente saudável na agenda de negócios. “Assim como hoje respondem por indicadores de performance e de acidente de trabalho, responderão por indicadores de saúde mental e reputação organizacional. E empresas que quiserem se manter competitivas e saudáveis no mercado, precisarão trabalhar em estratégias de prevenção com muito foco na qualidade das relações”, diz Veruska.

Sobre o Instituto Internacional em Segurança Psicológica (IISP)

O Instituto Internacional em Segurança Psicológica é uma organização criada para apoiar empresas corajosas a liderar a transformação do jeito de fazer negócios, preparando a liderança para uma gestão mais consciente e humana, por meio da Segurança Psicológica. A ideia do instituto vem para endossar o pioneirismo e dar visibilidade ao tema, colocando o Brasil e demais países de língua portuguesa na mesma página de outros países que já estão aplicando as intervenções baseadas nos estudos da Segurança Psicológica. É um movimento de dentro para fora. É uma causa que acredita que as organizações têm papel fundamental social e que a segurança psicológica pode ajudar a mudar o mundo do trabalho, das relações humanas e dos negócios.

Sobre Antonio Wrobleski

Especialista em logística, presidente do Conselho Administrativo da BBM Logística, sócio e conselheiro da Pathfind. Engenheiro com MBA na NYU (New York University) e também sócio da Awro Logística e Participações. Ele foi presidente da Ryder no Brasil de 1996 até 2008, em 2009 montou a AWRO Logística e Participações, com foco em M&A e consolidação de plataformas no Brasil. Foi Country Manager na DHL e Diretor Executivo na Hertz. O trabalho de Antonio Wrobleski tem exposição muito grande no mercado Internacional, com trabalhos em mais de 15 países tanto no trade de importação como de exportação. Além disso, ele é faixa preta em Jiu-jítsu, há 13 anos, e pratica o esporte há 30 anos.

Fonte: Fabrício Junqueira

Sherwin Willians
×
monteeuse 750x120