WEG, em parceria com JACIR, está apoiando o grupo Aéroports De Paris na redução de seus gastos de energia.

Notícias - 02/07/2019

A conta anual de manutenção e consumo de energia foi reduzida pela metade.

Aeroporto de Roissy (fonte: Wikimedia Commons)

A JACIR, uma parceira de longa data da WEG, recomendou a instalação de cinco motores W22 Magnet para substituir os motorredutores utilizados até então para resolver os problemas com falhas de operação e os custos de manutenção das torres de resfriamento do grupo ADP.

As falhas encontradas eram devido ao fato que a uso do inversor de frequência  em conjunto com um motor standard combinado a um redutor, estava ocasionando sobre aquecimento quando a ventilação em baixa rotação era exigida.

Para evitar o superaquecimento do motor, a faixa de operação do inversor foi definida de 22 a 50 Hz, com um tempo de espera abaixo de 22 Hz e uma redução de óleo afetando a lubrificação da engrenagem quando a caixa de mudanças é reiniciada.

 “As perdas de operação das duas unidades de refrigeração ligadas às torres com falhas (na ordem de 7MW por torre) de duas a três vezes por ano estavam se tornando muito problemáticas para nossa produção”, explica Gérard Dandeville, Gerente de Manutenção da ADP. “Além disso, essas constantes quebras geravam significativos custos de manutenção, chegando à quase 15 mil euros, incluindo as peças de reposição. ”

Quatro eixos prioritários foram definidos pelo Grupo ADP para escolha de uma solução alternativa: regulagem da temperatura de água fria em períodos de baixa atividade e o funcionamento em toda a faixa de operação, incluindo em baixa velocidade; comunicação com a Central de Gerenciamento Técnico via protocolo Ethernet; reduzir os custos de manutenção e operação; e atender às novos padrões de eficiência energética de motores elétricos.

Sala de controle de climatização do aeroporto de Roissy

Os motores W22 Magnet  foram capazes de atender perfeitamente a esses requisitos, possuindo alta eficiência, torque constante em toda as faixas de velocidade e longa vida útil. Essa tecnologia de motores, acoplada diretamente à hélice do ventilador (eliminando assim o redutor) atendeu à todas as necessidades do grupo ADP em resolver os frequentes problemas mecânicos e as recorrentes inspeções e intervenções de manutenção, com motores que consomem menos energia e são muito mais precisos no controle do fluxo de ar.

A solução que consiste em motores W22 Magnet com inversores CFW11 permite que o sistema forneça energia de 52 kW a 380 rpm. Esta operação eficiente em energia permite que o grupo ADP minimize seu consumo de energia.

Para especificar essa solução, a JACIR montou uma documentação técnica apresentada ao grupo ADP antes da escolha do projeto. Um estudo completo da estrutura da torre foi realizado pela JACIR para garantir a adaptabilidade à solução proposta. Nesse documento a WEG e JACIR propuseram não só uma solução inovadora, mas uma solução real aos problemas do grupo ADP e uma visão de longo prazo para redução dos custos operacionais totais, além de uma demonstração de um real interesse na eficiência energética final das torres de resfriamento do grupo ADP.

Torres de resfriamento do aeroporto de Roissy

Um novo suporte de motor (cadeira e chassi) foi fabricado em aço inoxidável 316L para atender ao procedimento de tratamento de água exigido para medições de Legionelose.

 “Desde a instalação  de motores de ímã permanente, notamos que a regulação dos depósitos não é mais realizada em dente de serra, a temperatura permanece constante “, comenta Gérard Dandeville,” agora vamos de 0 a 50 hertz e de 0 a 380 rpm sem qualquer preocupação. Também observamos uma redução significativa no ruído e na vibração das torres, e as suas estruturas não sofrem mais choques durante os arranques ou acelerações a velocidade de rotação da hélice”.

Toda a solução da WEG para as torres de resfriamento do grupo ADP foi projetada de acordo com as diretrizes da Europeran ECODESIGN (Diretiva 2005/32/EC que estabelece o os requisitos de projeto ecológico para os produtos que utilizam energia).

A facilidade de uso com inversores de frequência também foi um fator determinante na adoção da solução proposta pela WEG.

Para apoiar as equipes encarregadas da regulagem, foi dado treinamento completo durante o comissionamento do e após as operações de montagem.

 “Tudo foi muito fácil e em francês, foi ótimo! A tecnologia implementada é muito intuitiva e amigável. Desde a instalação , nós não tivemos que intervir nenhuma vez na programação inicial,” diz Gerárd Dandeville.

O suporte durante todo o projeto e a estreita colaboração entre a WEG e a JACIR possibilitaram a conclusão do projeto no prazo. A sinergia entre as duas empresas, combinando a expertise da JACIR na área de torre de resfriamento com a da WEG no campo da motorização e seu controle, também possibilitou oferecer ao grupo ADP uma solução eficiente, flexível e eficaz, com potência instalada muito menor do que a original (pouco acima de 200kW para quase 400kW anteriormente, com uma eficiência geral muito maior). Levando em conta a economia de energia obtida e os custos de manutenção reduzidos, o retorno sobre o investimento foi muito rápido.

Foi um negócio muito bem feito, no prazo, e nosso desempenho térmico é muito melhor: agora estimamos de consumo de eletricidade anual pela metade“, acrescenta Gérard Dandeville, que já fez outros pedidos com a dupla parceira WEG e JACIR.

 

Disponivel em: https://www.weg.net/institutional/BR/pt/news/produtos-e-solucoes/weg-em-parceria-com-jacir-esta-apoiando-o-grupo-aeroports-de-paris-na-reducao-de-seus-gastos-de-energia

Publicado por: Manutenção .NET