New Sense Safety Tênis a prova de choque
oferecimento
Esqueci minha senha

Gestão Estratégica de Negócios

Paulo Walter

 

Procura-se!

- 25/01/2011

A falta de profissionais para atender a demanda da Manutenção já vem sendo sentida ao longo dos ultimos anos. Mas agora, com o bom momento vivido pela economia brasileira, a coisa está ficando mais séria.

CityPubli 750 x 120

Em pesquisa recente do site www.indicadoresdemanutencao.com.br, verifica-se que 55% das empresas tem vagas abertas na área de Manutenção. E não conseguem preenche-las!.

Não faltam candidatos, mas falta qualificação. E um fenomeno interessante está ocorrendo. Com o desenvolvimento chegando a diversas regiões do país, esses novos polos precisam atrair os profissionais com melhores salarios e beneficios. O problema acontece numa segunda fase, quando nem sempre há uma aclimatação, principalmente da familia, aos novos ares. Daí mais uma mãozinha na rotatividade da mão de obra da turma de chão de fábrica.

É um problema. É uma oportunidade.

Aproveite quem puder.

Abraços

Paulo Walter

New Sense Safety Tênis a prova de choque
Publicado por: Paulo Walter

2 Comentários


  1. Honorato

    Sera que as empresas não teriam também que mudar suas politicas de contratação ;eu estou empregado, e estou indo para outra empresa para contratar estágiarios na area de eletrônica .Todos precisam da primeira vez Certo?

  2. Alexandre Lara

    Caro Paulo,

    Isto é um fato e a economia nos sugere (diria que felizmente…no que tange à economia) a “manutenção” desta dificuldade no decorrer de 2011 e provavelmente no primeiro semestre de 2012 .

    No entanto, como é de costume, muitas empresas no aquecimento e correria para atender demandas e crescer, deixaram em segundo plano ou mesmo abandonaram programas de trainees, assim como o desenvolvimento de multiplicadores internos e programas de treinamento “in house”.

    Não há mágica…..e o resultado está aí.

    Costumo comparar um pouco esta situação com a realidade do futebol…. Veja por exemplo a falta de novos valores em clubes que tradicionalmente formavam craques… graças ao “encolhimento” das escolinhas e de processos de peneiras (além é claro da prejudicial e precoce abordagem de empresários), grandes times dependem hoje de contratações de peso no mercado, sem muitas vezes atingir o esperado.

    Deixou-se de investir na “prata da casa”, passando-se a depender do mercado.

    Isto se chama “falta de planejamento” e de “visão futura”, condições muito presentes em nossas empresas, sempre “justificado” por oscilações no mercado, competitividade, pouca verba no RH, etc…

    Será que aprenderemos um dia?…..

    Abraços,

    Alexandre Lara

× Converse no WhatsApp
CityPubli 750 x 120