oferecimento
Esqueci minha senha

Gestão Estratégica de Negócios

Paulo Walter

 

O uso de dispositivos móveis nas empresas: riscos e vantagens

- 05/07/2012

Não faz muito tempo, esse assunto sequer existia. Os telefones celulares eram apenas telefones. Agora são dispositivos de armazenagem e difusão de dados, troca de informação, interação comunitária e até telefone. E ainda, mais recentemente numa onda avassaladora, aparecem os tablets.
Essa onda ou tsunami é a consumerização, que é a tendência de cada um adquirir seu próprio dispositivo, levando-o ao local de trabalho.
Adicionalmente, as empresas tentam lidar com seus empregados, que agora utilizam os serviços de armazenamento em nuvem enquanto trabalham.
Os smartphones e tablets trouxeram para a ponta dos dedos a facilidade de fotografar, registrar, identificar, localizar tudo em qualquer lugar. E a montanha de dados gerada não é um problema, pois há um número crescente de serviços para o consumidor on-line e em nuvem, através dos quais os dados podem vazar, incluindo o Dropbox, Box.net, Carbonite, GoogleDrive, iCloud, YouSendit e outros mais.
A popularização da utilização destas ferramentas de armazenamento em nuvem se deve a facilidade de uso, além de custo zero ou reduzido e, geralmente, as empresas não oferecem ainda soluções próprias para suprir estas necessidades.
Além da vulnerabilidade de ter dezenas, centenas, as vezes centenas de empregados usando os aparelhos e os serviços em nuvem na empresa, estes centros de dados em nuvem também estão se tornando alvos de alto valor. Os funcionários costumam usar as mesmas senhas para vários sistemas, incluindo os próprios dispositivos smartphones e serviços web. Isso significa que se um serviço de armazenamento on-line em nuvem é hackeado, os sistemas da empresa em questão poderiam estar em risco.
Na maioria das empresas não há políticas de segurança de TI para este assunto e mesmo onde elas existem, pesquisas mostram que os colaboradores violam as regras, encaminhado emails internos para serviços postais públicos da web e usando seus smartphones em hotspots WiFi abertos, expondo os dados corporativos da empresa.
Calcula-se que cerca de 90% dos dados vazados são feitos por pessoas de dentro das empresas. Então, um administrador de sistemas que tenha acesso a dados poderá facilmente ser corrompido, devido ao acesso de dados não só de uma empresa, mas de centenas delas, que possam ter suas informações armazenadas na nuvem pública.
Coloque na pauta da gestão de ativos: a segurança de dados das companhias está diante de um novo desafio com os riscos associados ao BYOD (do inglês “buy your own device”, numa tradução livre “compre seu próprio dispositivo”) e serviços de armazenamento em nuvem.
É um fato. A mobilidade trouxe um caminhão de vantagens para as empresas e as pessoas. E a reboque, outro tanto de preocupações com políticas de segurança da informação e treinamento de funcionários, para proteção das informações nas corporações.
Como digo em minhas palestras, quando nos deparamos com algo relevante na Manutenção:
– Precisa ver isso aí.

Abraços
Paulo Walter
paulo.walter@manutencao.net

www.manutencao.net

New Sense Safety Tênis a prova de choque
Publicado por: Paulo Walter

Nenhum comentário ainda


× Converse no WhatsApp
CityPubli 750 x 120