CityPubli 750 x 120
oferecimento
Esqueci minha senha
Avatar photo

Gestão Estratégica de Negócios

Paulo Walter

 

EXPERIENCIA X CARGOS na Manutenção

- 26/05/2008

Muitas empresas sofrem agora com a falta de profissionais qualificados para as mais diversas posições.
São questões relativas a atração e retenção de talentos.
Outro dia, numa reunião em um trabalho de consultoria de gestão de ativos, o diretor que nos contratara se lamentava que, de uma só tacada, tinha perdido três profissionais na área técnica. Sua empresa é uma grande metalúrgica, com várias unidades industriais, e todos os profissionais que saíram tinham ido trabalhar no setor de óleo e gás. Segundo suas palavras, 3 anos de investimentos em cursos, experiência e adequação técnica, tinham saído pela porta da frente da empresa. Como repor tal perda? Como calcular tal perda? E como evitar tal problema no futuro?
Para tentar conformá-lo, pelo menos um pouco, disse-lhe que esse era um problema de muita gente por esse Brasil afora.
As informações pinçadas de nossas pesquisas vão dando uma clara idéia do que é o universo da manutenção no Brasil.
E os números frios, respondem a questões como as do diretor da metalúrgica que quer (precisa) ser mais competitivo em todos os sentidos.
Da nossa última enquete tiramos mais informações que podem ajudar no entendimento dos assuntos em pauta.
Dos profissionais da manutenção em cargos de Coordenação/Chefia e Gerencia temos o seguinte quadro:
3,64% tem de 1 a 2 anos de experiência;
4,55% tem 2 a 5 anos de experiência;
13,64% tem entre 5 e 10 anos de experiência;
21,82% estão na faixa dos 10 a 15 anos de experiência e
56,36% estão na faixa dos com mais de 15 anos de experiência profissional.

monteeuse 750x120

Ou seja, os cargos de gestão na manutenção brasileira, em mais de 78% das empresas, é ocupado por quem tem 10 ou mais anos de estrada.
E um dado adicional desta mesma enquete: 23,64% de nossos gestores são técnicos ou não possuem curso superior completo.
O que significam estes dados?
Significa o que no intimo todos sabemos. Só colhe quem planta. Há um tempo para semear e um tempo para regar, cuidar. E só depois, o tempo de colher.
E experiência profissional, tempo de campo, vale como requisito para cargos topo de linha.
Para os profissionais o indicativo de que experiência tem valor de mercado.
Para as empresas o sinal (claríssimo) de que comprar pronto ou fazer em casa é opção estratégica.
Qual o custo de uma opção ou outra? Isso veremos nas próximas pesquisas.

Abraços

In-haus 650x380
Publicado por: Paulo Walter

1 Comentário


  1. Daniel Francisaco

    Experiencia academica contribui na carreira tecnica, ou ate mesmo numa carreira de gestao.

× Converse no WhatsApp
In-Haus 750x120