In-Haus 750x120
oferecimento
Esqueci minha senha
Avatar photo

Gestão Estratégica de Negócios

Paulo Walter

 

A Manutenção trabalha muito?

- 21/04/2013

A Manutenção trabalha. A Manutenção trabalha muito. A Manutenção trabalha muito mais. A Manutenção trabalha muito mais do que deveria. A Manutenção trabalha muito mais do que deveria se fosse mais eficiente.

CityPubli 750 x 120

As frases acima representam o aprofundamento de uma questão que tem muitas respostas. Trabalhar muito significa dedicação ou desorganização? Trabalha-se mais para compensar a falta de pessoal? As empresas estão explorando seus profissionais no limite para evitar contratar mais pessoal?

Em pesquisa realizada na semana passada, o site www.indicadoresdegestao.com obteve a participação de 722 profissionais de 247 empresas para responder a questão geral “quantas horas você trabalha por semana?”.

O resultado é muito interessante.

A pesquisa mostrou que, em média, os profissionais da área de Manutenção trabalham 46 h e 54 minutos por semana. Como a jornada de trabalho padrão da maioria das categorias profissionais é de 44 horas semanais, se observa que na Manutenção se trabalha 7% a mais todas as semanas.

Onde se trabalha mais?

Em São Paulo a média é de 47,4 horas, no Rio de Janeiro 47,13 e na Bahia 44 horas. O campeão é Santa Catarina onde se trabalha mais, chegando a 49,6 horas por semana.

O que significam estes números? Depende do ponto de vista abordado. Um deles é que onde a economia está em alta, se trabalha mais. Fábricas e infraestrutura e serviços a pleno vapor, mais exigência da manutenção.

Qual setor trabalha mais?

Nas Siderúrgicas a Manutenção trabalha 47,4 horas, em Metal/Mecânica são 51,8 horas e em Serviços (olha a demanda aí!) são 51,6 horas por semana. O campeão é o setor de Construção, reconhecidamente um setor onde a Manutenção é bem pouco organizada, trabalham-se 52 horas por semana. Em Bebidas, um setor que tem a Manutenção sabidamente bem organizada, trabalha 44 horas por semana.

Aqui, relacionando-se os dados desta pesquisa com os de outras, percebe-se que nas empresas onde a idade dos equipamentos em uso é  menor a Manutenção trabalha menos. Em Fundição, por exemplo, onde os equipamentos estão em uso quase o dobro da área de Bebidas, trabalha-se 46,5 horas a cada semana.

E quem trabalha mais?

Quem trabalha menos são os técnicos de PCM, com 42,5 horas semanais. Ainda bem. São esses profissionais que devem cuidar da organização dos serviços. E é bom lembrar, que em geral, técnico de PCM não faz corretiva nem é quem libera, pelo menos diretamente, os equipamentos parados.
Parece que ser chefe significa trabalhar mais. Pela ordem, os gerentes (51,4 ), diretores (50,8), coordenadores (48,7) , supervisores (47,3). Observe-se que os cargos de confiança e liderança, em geral, não recebem nada pelas horas extras trabalhadas.
Os mecânicos e eletricistas trabalham 49 horas por semana e 89% deles, recebem pelas horas a mais trabalhadas ou usam banco de horas.

É bom lembrar que nessa pesquisa o que se buscava eram os números, a quantidade. Em outra pesquisa, que versou sobre PRODUTIVIDADE, sobressaem a efetividade das horas que estamos a disposição das nossas empresas. Mas aí é outra história …
Abraços

Paulo Walter
Paulo.walter@manutencao.net

 

In-haus 650x380
Publicado por: Paulo Walter

2 Comentários


  1. Eduardo RIbeiro Neto

    Preciso de indicação sobre material bibliografico de paradas de manutenção. Estou participando do curso Gestão de Projetos e irei direcionar meu relatório para esta área da manutenção

  2. Eduardo RIbeiro Neto

    Preciso de indicação de material bibliografico sobre parada de manutenção, Estou participando do curso Gestão de Projetos e irei direcionar meu relatório para esta área.

× Converse no WhatsApp
CityPubli 750 x 120