New Sense Safety Tênis a prova de choque
oferecimento
Esqueci minha senha

Gestão Estratégica de Negócios

Paulo Walter

 

A manutenção faz a diferença. Principalmente na crise.

- 10/12/2008

Continuando o assunto do post anterior sobre o papel da manutenção na crise e fora dela quero agradecer os comentários do Israel da Sandvik e do Garcia (Ex-Petrobrás).

New Sense Safety Tênis a prova de choque

Aliás o amigo Garcia, que é morador de Joinville, poderá dar mais contribuição sobre a entrevista que fiz por e.mail com o Estevan, da Lepper de Joinville. As perguntas foram feitas para saber o que os nossos amigos lá de Santa Catarina estavam fazendo agora, lidando com o rescaldo da recente catástrofe. (A entrevista na íntegra voce le na seção EXPRESSÃO)

Aquela situação dá bem conta do que significa ter heroísmo e profissionalismo ao mesmo tempo, nas mesmas pessoas. Só a adversidade e um desastre como aquele para revelar o que há de melhor nas organizações: as pessoas.

Este assunto é por demais importante e vamos continuar falando dele no próximo post.

Agora uma pausa para falar de curiosidade. A minha curiosidade.

Está rolando em nosso site www.indicadoresdemanutencao.com.br uma pesquisa sobre SEGURANÇA DO TRABALHO.

A pesquisa está aberta a participação das empresas até o próximo fim de semana, mas não resisto a tentação de visitar a área administrativa do site e ver como andam as respostas.

E veja só que interessante um dado que vai se consolidando:

Quando perguntamos, com relação as Normas Regulamentadoras (NR-5 – CIPA, NR-10 – Serviços em Eletricidade, NR-33 – Espaços Confinados, Condução de Empilhadeiras, etc.), se os cursos previstos (exigidos) foram devidamente realizados com todos os trabalhadores envolvidos , a resposta majoritária, com 51,7%, é sim para todos.

Isto significa que em 48,3% das nossas empresas hã pendências ou inexistem os treinamentos exigidos na Lei.

O resultado ainda é provisório uma vez que muitas empresas ainda não completaram suas respostas. E além do mais este tema da SEGURANÇA DO TRABALHO é assunto para ser dissecado pelo nosso especialista Eng. Albely Lesnau.

 

Essa pesquisa vai dar muito o que falar.

Abraços

PW

 

Faça seu Diagnóstico da Manutenção e veja a comparação com a média de mercado. Acesse A&D.

 

 

Publicado por: Paulo Walter

1 Comentário


  1. Rubens Roberto Faria Garcia

    Caro amigo Paulo,

    Nossa gestão dos ativos instalados na área afetada pelas enchentes fez uso dos recursos disponibilizados no Centro de Resposta a Emergencias, CRE-regional, que atende toda região norte de Santa Catarina.
    A Manutenção é realizada de forma compartilhada entre os núcleos de SFSUL e ITAJAI, sendo que a verticalização dos processos produtivos, norteia nossas ações na identificação das atitudes adequadas a circunstancias.
    Colocamos, sobre a Capabilidade e Manutenabilidade, olhar simples que possa definir a partir da melhoria dos nossos processos, atitudes coerentes e contundentes.
    O uso da técnica de Manutenção Preditiva tais como Análise de Vibração, Termografia, analise de vida util acelerada, desenvolvimento de novos produtos usados em nossos processos, parcerias com empresas da região catarinense, uso de modernas ferramentas de gestão da manutenção e principalmente treinamento no local de trabalho tem produzido acompanhamento sistematizado na avaliação dos equipamentos produtivos.
    Nosso estudos de Engenharia de Manutenção definem confiabilidade moderada e alta disponibilidade dos nossos equipamentos de bombeio de petroleo.
    Quando comparamos nossos dados com os dados armazenados no OREDA nossa avaliação é de manutenção CLASSE MUNDIAL.

    GRATO,GARCIA

× Converse no WhatsApp