Manutenção.net Notícias

oferecimento
Esqueci minha senha

Siemens inclui programa Formare em sua estratégia de negócios para impulsionar crescimento

Multinacional alemã detecta diversos ganhos com o desenvolvimento do programa de qualificação de jovens

Notícias, Notícias - 19/09/2017

A Siemens, multinacional alemã com atuação em mais de 200 países com foco nas áreas de eletrificação, automação e digitalização, incluiu o programa Formare, da Fundação Iochpe, que oferece cursos de formação inicial a jovens de famílias em situação de vulnerabilidade social, em sua estratégia de negócios. A companhia, que atua em parceria com o Formare há seis anos, verificou que há mais ganhos com o desenvolvimento da iniciativa na companhia do que simplesmente qualificar jovens para o mercado de trabalho.

“Conseguimos provar por meio de um estudo de viabilidade econômica realizado (cálculo ROI), que o projeto não é apenas inovador e transformador de realidades. Ele é também estratégico, pois reduz custos de treinamentos e desenvolvimento de colaboradores, de contratação de mão de obra, retenção de talentos e apoio da comunidade à marca. Isso mostra que o novo modelo é uma tendência sustentável a ser seguida pelas empresas que querem colaborar com a transformação da realidade social em países como o Brasil. Modelo este que é estratégico e benéfico para todos”, explica Lucilene Rocha, coordenadora de Projetos Sociais da Siemens Fundação Brasil.

A escolha da subsidiária brasileira pelo Formare foi uma escolha acertada. No ano passado a unidade local foi reconhecida internacionalmente em premiação global da Siemens. O programa foi vencedor do Werner von Siemens Award, premiação que reconhece práticas que agregam valor fundamental à empresa. O Formare foi o grande vitorioso na categoria “Siemens Matters”, que valoriza iniciativas de integridade, responsabilidade, engajamento, colaboração e compromisso em benefício da empresa. Foram cerca de 500 projetos inscritos e 12 finalistas em quatro categorias.

“O Formare é um programa de aprendizagem profissional que desenvolve a potencialidade dos jovens de famílias de baixa renda residentes no entorno da Siemens. O projeto proporciona a implementação de cursos de educação profissional para jovens de baixa renda com idade entre 16 e 18 anos e a oportunidade de formação inicial para o mercado de trabalho. As aulas são ministradas pelos próprios funcionários, mais conhecidos como Educadores, nas instalações da empresa. Desde seu lançamento, em 2012, mais de 80 alunos foram formados no complexo industrial da Siemens em Jundiaí (SP), e todos foram empregados pela Siemens ou por empresas parceiras”, comenta Bianca Talassi, especialista em Sustentabilidade na Siemens e Secretária Executiva da Fundação Siemens.

Desde que a empresa adotou o programa, há seis anos, foram qualificados 108 jovens. Desse total, 40% foi integrado à companhia e a outra parte (60%) empregada por empresas parceiras. “Por meio do Formare, é possível que o jovem se descubra e se abra para novas oportunidades que vão surgindo ao longo do curso, é mágico poder fazer parte dessa transformação, como, por exemplo, quando o aluno identifica uma habilidade que não sabia que tinha. São decisões importantes que você acaba fazendo parte direta ou indiretamente. Sem dúvida influenciou muito minha vida profissional e pessoal, primeiro porque ser voluntária significa poder compartilhar um pouquinho daquilo que vivo no dia a dia. Aprendi que às vezes algo que está claro para mim não necessariamente está claro para o meu colega, aprendi a ouvir”, conta Camila Bernardo Bento, educadora Formare na Siemens.

De acordo com Eloise Biagi Franco, ex-aluna Formare na Siemens, a trajetória dela na companhia se iniciou graças ao Formare. “Eu devo tudo a este curso que mudou a minha vida, e se não fosse o curso eu nem imagino onde eu estaria hoje, pois a Siemens foi a empresa que abriu suas portas e acreditou em meu potencial quando eu mesma desacreditava. Trabalhei durante um ano e quatro meses como prestadora de serviços no setor de Manutenção e quando estava prestes a acabar o meu contrato recebi a notícia de que ia me tornar funcionária Siemens. Foi uma alegria muito grande na minha vida, pois eu pude ver que escolhi o caminho certo”.

 

Sobre o Formare

O Formare é um programa desenvolvido pela Fundação Iochpe, em parceria com empresas de médio e grande porte, que oferece cursos de formação inicial para o mercado de trabalho a uma turma de, em média, 20 jovens de famílias de baixa renda residentes no entorno das empresas.

Os cursos são realizados em período integral dentro das empresas por funcionários que se dispõem, como voluntários, a ministrar as aulas.

Ou seja, a empresa é transformada em um ambiente de aprendizagem e qualificação profissional, contínuas, tanto para os colaboradores como para os estudantes beneficiados.

Os cursos, com duração de, no mínimo, 800 horas/aula, são desenvolvidos pela equipe pedagógica do Formare de acordo com as características de cada empresa e a realidade do mercado de trabalho local. No modelo Social, eles são certificados por instituição federal de ensino vinculada ao MEC –a UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná)–, que mantém convênio com a Fundação Iochpe desde 1995. No modelo Aprendiz, seguem os parâmetros do Ministério do Trabalho.

 

Fonte: SEGS

Publicado por: Nicolas Lesnau

Nenhum comentário ainda