Manutenção.net Notícias

oferecimento
Esqueci minha senha

SAP, Hamburguers e Manutenção Preditiva

A SAP, uma das gigantes mundiais do mercado de ERP (Softwares de Gestão Empresarial), tem apostado cada vez mais em coinovações, mirando o desenvolvimento de soluções que atendam problemas de mercado. E para fazer esse desejo se tornar realidade uma das ações colocadas em prática pela empresa de software no Brasil é o Innoweeks. Trata-se de uma competição de inovação promovida pelo SAP Labs Latin America, que conta com a participação de estudantes universitários de diversos cursos e colaboradores do SAP Labs.

Na edição de 2017, cerca de 120 pessoas se envolveram no desafio, que tinha como premissa tecnológica o uso da nova plataforma da SAP, o Leonardo. A solução reúne Internet das Coisas (IoT), Big Data, Blockchain, Inteligência Artificial e Machine Learning.

Divididos em grupos, os participantes trabalharam em projetos para as empresas Burger King, O Boticário, Cielo e Eurofarma durante quatro semanas e apresentaram o resultado do projeto na última quinta-feira (3/8), em São Leopoldo (RS), no SAP Labs Latin America.

Para desenvolver os protótipos, cada grupo teve à disposição uma sala de projeto, uma verba em dinheiro (para viagens ao cliente e compras de equipamentos) e ferramentas da SAP.

Daniel Duarte, criador do Innoweeks e executivo-chefe de Inovação e Experiência do Cliente do SAP Labs Latin America, aponta que o diferencial do desafio é que ele reúne times multidisciplinares em torno de um problema real. “Estimulamos esse tipo de trabalho”, comentou ele.

O projeto vencedor foi o criado para o Burger King, que buscava encontrar uma forma de garantir manutenção preditiva das câmaras frias e de sistemas de exaustão da rede de restaurantes no Brasil.

Manutenção Preditiva
Com 500 lojas no Brasil e com a expectativa de dobrar esse tamanho até 2020, o Burger King tem como diferencial a preparação da carne dos hambúrgueres no fogo, e não na chapa como geralmente acontece em restaurantes do tipo. Além da qualidade dos ingredientes, que são frescos e cortados todos os dias. Para tal, a rede de fast food precisa de equipamentos específicos, que tratam de produzir seus 340 mil hambúrgueres todos os dias.

No caso das carnes, o equipamento opera em altas temperaturas, de mais de 100 graus Celsius, e para os demais ingredientes uma câmara fria é fundamental no processo. Se esses equipamentos apresentam problemas, a loja simplesmente para, gerando perdas financeiras da ordem de R$ 2,4 milhões ao ano e, naturalmente, danos à sua imagem.

O time SAP que aceitou o desafio de buscar uma solução para esse quadro encontrou na manutenção preditiva dos equipamentos a resposta. Lucas Escouto, especialista de Marketing e Comunicação do SAP Labs Latin America, indicou que a equipe pensou, por meio de design thinking, em uma forma de tornar a manutenção mais conectada, otimizada e eficiente com o objetivo de antecipar falhas e evitar paradas, minimizando riscos.

Para se chegar a solução final foram instalados sensores (coletores de dados) nos equipamentos, o que fez com que se acompanhasse os processos em tempo real, comunicando-se com uma controladora. Esta, por sua vez, coleta dados e os envia para a nuvem da SAP e mostra as informações em um portal, relatando a situação das máquinas. “Hoje, a solicitação de manutenção em equipamentos acontece manualmente, a partir do envio de uma mensagem, via WhatsApp, para o responsável”, explicou Escouto. Além disso, contou, ela só acontece quando a máquina apresenta problemas.

O piloto foi realizado em uma loja em Indaiatuba, no interior de São Paulo. Imediatamente, ele se provou benéfico para o Burger King. No portal, foi possível identificar alertas de máquinas que estão com temperatura anormal e, portanto, precisam de um técnico para manutenção. “Diante da informação de risco de falha, o sistema aciona a manutenção automaticamente”, detalhou ele.

Segundo Escouto, a ferramenta, que foi baseada no SAP Leonardo, monitora, ainda, falsos positivos. Um exemplo é quando a câmera de refrigeração é aberta para inclusão de produtos e os sensores mostram aquecimento. A tecnologia detecta a situação e não realizada chamados desnecessários de manutenção.

Escouto contou que o Burger King demonstrou interesse na implementação da solução em sua rede. O projeto foi o primeiro lugar na competição da SAP.

 

Interessado em Análise de Vibrações? Consulte a TEKNIKAO

Publicado por: Paulo Walter

Nenhum comentário ainda