oferecimento
Esqueci minha senha
Milton Zen

Blog Magzen

Milton Zen

 

Manutenção Preditiva

- 15/11/2009

Realizar uma ação preventiva normalmente é difícil de ser aceita. Primeiro por que acreditamos que em time que está ganhando não precisa de melhoria, em segundo é desnecessário gastar dinheiro e por último, queremos manter o desconhecido bem distante de nossos olhos.

Temos medo do desconhecido, e se o tornarmos claro, deveremos assumir uma posição que demandará de nossa parte uma ação. O mesmo vale para a manutenção de nossa saúde. Enquanto jovens acreditamos que somos infalíveis e com o passar dos anos, se não aceitarmos que nosso corpo precisa de maiores cuidados, poderemos perecer precocemente.

Nas empresas vale a mesma regra. Existe um sem número de técnicas de ações preditivas. Boa parte delas são oriundas das técnicas médicas. A análise de um lubrificante é semelhante ao do nosso sangue. Procuramos nele resíduos diversos, que possam nos indicar o que está ocorrendo no interior da máquina. É a ferrografia. Através dela podemos detectar muitos desgastes em andamento.

A análise de vibração, nos permite analisar o alinhamento e o correto acoplamentos das partes. A ultrassonografia, nos possibilita identificar a regularidade da superfície, a existência ou não de trincas ou ainda variações da composição de um material.

A endoscopia, a exemplo de nosso corpo, nos mostra o que ocorre no interior das máquinas. Para que essa técnica possa ser melhor utilizada, as máquinas precisam ser construídas de maneira apropriada. No futuro usaremos pequenas câmaras fotográficas que serão injetadas na circulação de um sistema de lubrificação e veremos claramente as falhas existentes.

Com a termografia detectamos trincas em fornos, falhas de acoplamento, atritos diversos em redutores, além daqueles ligados aos aspectos elétricos normalmente já utilizados. E se aliarmos o sensoramento remoto, teremos a possibilidade de acompanhar a operação e a vida de um equipamento sentados em uma mesa nos escritórios de manutenção.

Se temos tantas vantagens com a utilização de tais técnicas preditivas, devemos ampliar esse conhecimento e divulgar o seu aproveitamento de maneira a alcançar ainda melhores resultados empresariais. Basta querermos!

Um abraço.

Milton Zen

Publicado por: Milton Zen

1 Comentário


  1. silas.oliveira

    Milton,

    Concordo com a sua aboragem. Existe ainda muita defesa das diretorias para liberar recursos na compra de equipamentos e treinamentos porque não existe uma venda adequada dos projetos de predição. Os gerentes de manutenção devem dispor esforços para que isso aconteça, pois os ganhos são altos.

    Parabéns!

    Silas Oliveira