oferecimento
Esqueci minha senha

Energia Solar

Albely Lesnau

 

CTGAS-ER abre inscrições para atender demanda do Curso Técnico de Automação Industrial

O Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis-CTGAS-ER abriu inscrições para mais um Curso Técnico em Automação Industrial-EAD, atendendo a procura por cursos na área. O treinamento deverá ser iniciado em julho, na modalidade semipresencial. O campo da robótica e da produção industrial automatizada é essencial para o aumento da competitividade e consolidação de qualquer empresa e por isso vem sendo bem aceito pelo mercado de trabalho, apesar do momento por que passo a economia do país. Concluindo o curso, o profissional poderá atuar nas áreas de desenvolvimento e na implantação de projetos de sistemas de controle e automação.

Para se inscrever o interessado deve enviar documentação para nead@ctgas.com.br, com informação complementares através dos fones 84.3204.8114 e 3204.8000.

A Automação Industrial tem como ponto forte a aplicação de técnicas que utilizam softwares, me todos de comunicação e equipamentos específicos para melhoria dos processos industriais. Dentre os vários benefícios gerados pela Automação Industrial, o aumento da produtividade tem uma relevância muito significativa, pois máquinas automatizadas executam sucessivas repetições com maior rapidez e eficiência e desenvolvem atividades insalubres e periculosas, evitando que o trabalhador se exponha a riscos desnecessários. Apesar de todas as vantagens e aplicações da Automação Industrial, e indispensável a presença de pessoas que possam interagir com máquinas realizando a programação, manutenção e ajustes a nova forma de controle e/ou comunicação

O curso também irá capacitar para prestação de serviços de fiscalização e manutenção desses sistemas, de acordo com normas técnicas de segurança e de preservação ambiental. Tratando-se de uma área em franca expansão, essencial para o aumento da competitividade e consolidação de qualquer empresa, a Automação Industrial se firma entre os cursos mais procurados pelos jovens profissionais antenados com o futuro.

Na modalidade semipresencial, ideal para quem trabalha e não tem tempo livre para frequentar diariamente uma escola, o curso terá 1.560 horas (aproximadamente 2 anos), com 80 por cento das aulas ministradas a distância e 20 por cento na forma presencial, no CTGAS-ER. As aulas presenciais acontecerão provavelmente uma vez ao mês e nos finais de semana (sexta-feira à noite, sábado e domingo nos três turnos). A atividade está programada ser iniciada em agosto e o aluno deve ter disponibilidade para participar dos encontros presenciais, aulas práticas em laboratório ou visitas técnicas.

PRÉ-REQUISITOS:

Para acesso ao Curso Técnico em Automação Industrial o candidato deverá atender os seguintes requisitos: Está matriculado no 2º ano do Ensino Médio ou de Estudos Equivalentes ou ter concluído o Ensino Médio. No ato da matrícula o candidato ou seu responsável legal deverá apresentar a via original e uma cópia dos seguintes documentos:Comprovante de matrícula no 2º ano ou certificado de conclusão do Ensino Médio ou de estudos equivalentes, Cédula de Identidade (RG), CPF, duas fotos 3×4 e Comprovante de residência. O investimento será de 24 parcelas de R$ 193,00, com pagamento em boleto.

22/06/2016
CTGAS-ER abre inscrições para atender demanda do Curso Técnico de Automação Industrial" addthis:description="O Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis-CTGAS-ER abriu inscrições para mais um Curso Técnico em Automação Industrial-EAD, atendendo a procura por cursos na área. O treinamento deverá ser iniciado em julho, na modalidade semipresencial. O campo da robótica e da produção industrial automatizada é essencial para o aumento da competitividade e consolidação de […]">

Células solares cada dia mais eficientes

Boas notícias.
Li no site abaixo a notícia que os pesquisadores conseguiram aumentar ainda mais a eficiência das células solares. A eficiência dos painéis em comercialização hoje no Brasil gira em torno de 14%. Estas novas células, com 44,7% de eficiência irão viabilizar os projetos ainda mais. Claro que demorará um pouco para termos estas células comercialmente, mas vemos que, cada vez mais, a energia solar é a energia do futuro. Vale lembrar que a eficiência da fotossíntese é de 0,2% [Borgstrom, 1973, Rüther, 2004] em média.

Segue a fonte:
http://inhabitat.com/german-french-team-unveils-worlds-most-efficient-solar-cell/

Grande abraço a todos!

Albely Lesnau
GERALUX ELETRO ENERGIA SOLAR
Av. Pres. Arthur Bernardes, 1032 – Portão
CEP: 80320-300 Curitiba-PR
albely@geralux.net
www.geralux.net
Skype: albely.lesnau
Cel.: (41) 9265-8648
Fone/Fax: (41) 3677-5352

10/12/2013
Células solares cada dia mais eficientes" addthis:description="Boas notícias. Li no site abaixo a notícia que os pesquisadores conseguiram aumentar ainda mais a eficiência das células solares. A eficiência dos painéis em comercialização hoje no Brasil gira em torno de 14%. Estas novas células, com 44,7% de eficiência irão viabilizar os projetos ainda mais. Claro que demorará um pouco para termos estas […]">

Energia Solar em Estádios

Alô a todos.

A mídia cada vez mais apresenta novos projetos de Energia Solar. Saiu no Correio, jornal da Bahia (http://www.correio24horas.com.br/noticias/detalhes/detalhes-1/artigo/energia-solar-na-arena-fonte-nova-da-para-abastecer-625-casas-ao-ano/) a seguinte notícia: “Energia solar na Arena Fonte Nova dá para abastecer 625 casas ao ano”.

Cita também, na reportagem, outros estádios que tem em comum a produção de energia elétrica através de painéis fotovoltaicos (Maracanã, a Arena Pernambuco e o Mineirão).

Vemos que realmente a geração de energia através de PFV é uma realidade.

E se você tiver alguma dúvida, escreva-nos, teremos prazer em responder.

Grande abraço a todos.

Albely Lesnau
Geralux Eletro Energia Solar Ltda.

04/11/2013
Energia Solar em Estádios" addthis:description="Alô a todos. A mídia cada vez mais apresenta novos projetos de Energia Solar. Saiu no Correio, jornal da Bahia (http://www.correio24horas.com.br/noticias/detalhes/detalhes-1/artigo/energia-solar-na-arena-fonte-nova-da-para-abastecer-625-casas-ao-ano/) a seguinte notícia: “Energia solar na Arena Fonte Nova dá para abastecer 625 casas ao ano”. Cita também, na reportagem, outros estádios que tem em comum a produção de energia elétrica através de painéis […]">

Aconteceu na RIO CLIMATE CHALLENGE

Em uma palestra, O diretor da PSR Soluções e Consultoria em Energia, Rafael Kelman, afirmou que a energia solar é uma opção mais sustentável para programa federal “Luz para Todos” levar o serviço de forma mais sustentável à região Norte do país.

“Hoje, 1,6 bilhão de pessoas no mundo não têm energia elétrica em casa e diversas experiência têm demonstrado que a energia solar é uma opção para levar o serviço a comunidades afastadas. O mesmo poderia ser feito nas áreas da região Norte do Brasil, onde é necessário levar combustível para gerar eletricidade atualmente”, afirmou Kelman.

O especialista também disse que se houvesse financiamento, haveria mais apetite para instalar sistemas solares nas casas. “Um sistema pequeno domiciliar custa em torno de R$ 20 mil atualmente. Uma opção interessante é o modelo americano, de leasing, no qual o consumidor paga uma tarifa mensal, parecida com a que é paga para a empresas de energia elétrica, pela instalação e uso do serviço”, acrescentou.

Fonte: http://oglobo.globo.com/projetos/rioclima/

30/10/2013
Aconteceu na RIO CLIMATE CHALLENGE" addthis:description="Em uma palestra, O diretor da PSR Soluções e Consultoria em Energia, Rafael Kelman, afirmou que a energia solar é uma opção mais sustentável para programa federal “Luz para Todos” levar o serviço de forma mais sustentável à região Norte do país. “Hoje, 1,6 bilhão de pessoas no mundo não têm energia elétrica em casa […]">

Sebrae promove o curso Diagnóstico energético em aquecimento solar

Através do Programa de Energia e Eficiência Energética (P3E), o Sebrae/RJ promove o curso Diagnóstico Energético em Aquecimento Solar nos dias 31 de outubro, das 14h às 18h, e 01 de novembro, das 9h às 13h. O objetivo é capacitar os consultores que já trabalham com eficiência energética e/ou energia solar térmica na elaboração do Diagnóstico Energético em Aquecimento Solar (DEAS) em micro e pequenas empresas utilizando a metodologia utilizada pelo Sebratec, que subsidia até 80% do valor da consultoria e do projeto de instalação.

Voltado para consultores e profissionais autônomos, com formação em engenharia e que tenham CNPJ, o curso vai abordar o potencial de uso da energia solar, a estrutura de projetos de aquecimento solar, principais aplicações, sistemas de aquecimento solar com e sem bombeamento, certificações brasileiras, retorno de investimento e itens importantes que devem ser considerados num projeto, entre outros assuntos.

O curso é gratuito e limitado a 20 participantes, após seleção curricular. Os interessados podem obter mais informações através do e-mail jqueiroz@sebraerj.com.br ou enviar o curriculum vitae para este mesmo endereço até o dia 20 de outubro.

Um abraço a todos!

Albely Lesnau
GERALUX ELETRO ENERGIA SOLAR
Av. Pres. Arthur Bernardes, 1032 – Portão
CEP: 80320-300 Curitiba-PR
albely@geralux.net
www.geralux.net
Skype: albely.lesnau
Cel.: (41) 9265-8648
Fone/Fax: (41) 3677-5352

 

19/10/2013
Sebrae promove o curso Diagnóstico energético em aquecimento solar" addthis:description="Dentro do Programa de Energia e Eficiência Energética (P3E), o Sebrae/RJ promove o curso Diagnóstico Energético em Aquecimento Solar nos dias 31 de outubro, das 14h às 18h, e 01 de novembro, das 9h às 13h.">

Sistema fotovoltaico On-Grid é homologado no Paraná

Olhem a notícia que recebi em um informativo do Sesi/Senai/IEL:

“Primeira instalação de sistema fotovoltaico On-Grid é homologado no Paraná”
Link da notícia: http://www.fiepr.org.br/observatorios/energia/FreeComponent21893content229216.shtml
Coincidentemente, fui visitar estas instalações ainda esta semana. O pessoal da ELCO, muito atenciosos, nos receberam muito bem. O sistema roda “em paralelo” com um pequeno gerador eólico. Foi interessante notar as dimensões dos equipamentos instalados. O fotovoltaico (inversores) ocupando um espaço muito menor que os equipamentos do gerador eólico.
O que foi assustador, porém, foi o tempo em que a Concessionária levou para autorizar e homologar a instalação! Mais de 6 meses. Como este foi o primeiro processo, é natural (mas não aceitável) que leve um pouco mais de tempo. Esperamos que, para os próximos, tudo corra com mais rapidez!
Grande abraço a todos!

 

Albely Lesnau
GERALUX ELETRO ENERGIA SOLAR
Av. Pres. Arthur Bernardes, 1032 – Portão
CEP: 80320-300                          Curitiba-PR
albely@geralux.net
www.geralux.net
Skype: albely.lesnau
Cel.: (41) 9265-8648
Fone/Fax: (41) 3677-5352

 

06/10/2013
Sistema fotovoltaico On-Grid é homologado no Paraná" addthis:description="Olhem a notícia que recebi em um informativo do Sesi/Senai/IEL: “Primeira instalação de sistema fotovoltaico On-Grid é homologado no Paraná” Link da notícia: http://www.fiepr.org.br/observatorios/energia/FreeComponent21893content229216.shtml Coincidentemente, fui visitar estas instalações ainda esta semana. O pessoal da ELCO, muito atenciosos, nos receberam muito bem. O sistema roda “em paralelo” com um pequeno gerador eólico. Foi interessante notar as […]">

Como uma placa solar gera energia?

Uma grande dúvida que todo mundo tem é como uma placa fotovoltaica gera energia elétrica? Isto se explica através do que é chamado efeito fotovoltaico.

Através do efeito fotovoltaico, células solares convertem diretamente a energia do sol em energia elétrica de forma estática, silenciosa, não-poluente e renovável.
O efeito fotovoltaico acontece quando quando os fótons contidos na energia do sol ou outra fonte de luz incidem sobre um material semicondutor como o silício, por exemplo, com determinadas características elétricas (junção elétrica p-n ou p-i-n). A energia de uma parte destes fótons pode excitar elétrons no semicondutor, que por sua vez darão origem a uma corrente elétrica, pois este elétron ganhará energia para pular de camada ou para outro átomo, circulando pelo semicondutor, criando a corrente elétrica.
A placa fotovoltaica é, portanto, uma fonte de corrente.
Até a próxima!

 

Albely Lesnau
GERALUX ELETRO ENERGIA SOLAR
Av. Pres. Arthur Bernardes, 1032 – Portão
CEP: 80320-300                          Curitiba-PR
albely@geralux.net
www.geralux.net
Skype: albely.lesnau
Cel.: (41) 9265-8648
Fone/Fax: (41) 3677-5352

 

19/09/2013
Como uma placa solar gera energia?" addthis:description="No efeito fotovoltaico, células solares convertem diretamente a energia do sol em energia elétrica de forma estática, silenciosa, não-poluente e renovável. ">

ARENA Fonte Nova usará energia solar

Bom dia! O objetivo deste blog não é disseminar notícias, mas esta eu não poderia deixar passar:
“Usina solar na Arena Fonte Nova entra em operação no primeiro semestre de 2014. Fonte: Portal EcoD. http://www.ecodesenvolvimento.org/posts/2013/setembro/usina-solar-na-arena-fonte-nova-entra-em-operacao?tag=energia#ixzz2fFoYFJVy

Três anos depois de o estádio Metropolitano Governador Roberto Santos (Pituaçu), em Salvador, ter sido o primeiro da América Latina autossuficiente em energia, conforme o EcoD noticiou à época, a Arena Fonte Nova (também na capital baiana) receberá a instalação de uma usina solar no primeiro semestre de 2014, às vésperas de sediar seis jogos da Copa do Mundo.

A implantação da usina foi viabilizada na primeira semana de setembro, quando foi assinado o convênio entre a Fonte Nova Negócios e Participações (FNP), em parceria com a Coelba. O empreendimento terá 500kWp de potência instalada e poderá gerar 750 MWh por ano, o equivalente ao consumo médio de 3 mil brasileiros.

Toda energia gerada será utilizada pela Arena Fonte Nova. A tecnologia empregada será a de painéis flexíveis, que serão instalados sobre o anel de compressão da cobertura da arena.

Com investimento de cerca de R$ 5,5 milhões, a instalação da usina solar faz parte do projeto “Arranjos Técnicos e Comerciais para Inserção da Geração Solar Fotovoltaica na Matriz Energética Brasileira”, lançado em agosto de 2011 pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Segundo o presidente da Arena Fonte Nova, Frank Alcântara, a implantação da usina solar reduzirá o consumo de energia na arena em 10% e trará benefícios ao meio ambiente, uma vez que os recursos são renováveis e não poluentes.”

Um abraço a todos!

Albely Lesnau
GERALUX ELETRO ENERGIA SOLAR
Av. Pres. Arthur Bernardes, 1032 – Portão
CEP: 80320-300 Curitiba-PR
albely@geralux.net
www.geralux.net
Skype: albely.lesnau
Cel.: (41) 9265-8648
Fone/Fax: (41) 3677-5352

18/09/2013
ARENA Fonte Nova usará energia solar" addthis:description="Bom dia! O objetivo deste blog não é disseminar notícias, mas esta eu não poderia deixar passar: “Usina solar na Arena Fonte Nova entra em operação no primeiro semestre de 2014. Fonte: Portal EcoD. http://www.ecodesenvolvimento.org/posts/2013/setembro/usina-solar-na-arena-fonte-nova-entra-em-operacao?tag=energia#ixzz2fFoYFJVy Três anos depois de o estádio Metropolitano Governador Roberto Santos (Pituaçu), em Salvador, ter sido o primeiro da América Latina […]">

ENERGIA FOTOVOLTAICA

Diariamente toneladas de energia chegam ao nosso planeta de forma gratuita e limpa. Os raios solares, além de trazerem a luz e o calor essencial para a vida na Terra, podem ser aproveitados para a geração de eletricidade.
Como isto é possível?
Através de uma tecnologia chamada fotovoltaica, ou seja, luz transformada em eletricidade.
“O sol poder fornecer até 25% da eletricidade mundial em 2050″
O termo ‘Fotovoltaica’ é o casamento de duas palavras:

Foto = que tem sua raiz na língua grega e significa “luz” e
Voltaica = que vem de ‘volt’ que é a unidade para medir o potencial elétrico.

Para fazer isto, são utilizadas células solares formadas por duas camadas de materiais semi-condutores, uma positiva e outra negativa. Ao atingir a célula, os fótons da luz excitam os elétrons, gerando eletricidade. Quanto maior a intensidade do sol, maior o fluxo de eletricidade.

O material mais comumente utilizado é o silício. Por ser o segundo elemento mais abundante da face da terra, não há limites com relação à matéria-prima para produção de células solares.

A eletricidade gerada pelas células está em corrente contínua, que pode ser imediatamente usada ou armazenada em baterias. Em sistemas conectados a rede, a energia gerada precisa passar por um equipamento chamado inversor, que irá converter a corrente continua em alternada com as características (freqüência, conteúdo de harmônicos, forma da onda, etc) necessárias para atender as condições impostas pela rede elétrica pública. Assim, a energia que não for consumida pode também ser lançada na rede.

Não confunda, energia solar térmica com energia solar fotovoltaica!

Na solar térmica, a energia do sol é transformada em calor e é utilizada para o aquecimento de água em residências, hotéis, clubes, etc. Neste caso, são usados COLETORES solares.

Na solar fotovoltaica, a energia é diretamente convertida em eletricidade e, neste caso, são usados MÓDULOS solares.

Fonte: http://www.americadosol.org/energia_fotovoltaica/

Abraço!

Albely Lesnau
GERALUX ELETRO ENERGIA SOLAR
albely@geralux.net

06/09/2013
ENERGIA FOTOVOLTAICA" addthis:description="Diariamente toneladas de energia chegam ao nosso planeta de forma gratuita e limpa. Os raios solares, além de trazerem a luz e o calor essencial para a vida na Terra, podem ser aproveitados para a geração de eletricidade. Como isto é possível? Através de uma tecnologia chamada fotovoltaica, ou seja, luz transformada em eletricidade. “O […]">

A revolução da energia no Brasil

Alô amigos. O Brasil, em abril de 2012 entrou em uma nova fase na área de geração de energia elétrica. A ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) publicou a Resolução Normativa 482, que regulamenta a microgeração e minigeração de energia. Mas o que mais interessa a nós é a microgeração.

Mas o que é microgeração? São pequenos produtores de energia elétrica (menor ou igual a 100kW) que poderão interligar seus sistemas de geração à rede da Concessionária local, recebendo créditos por esta geração. Estes créditos poderão ser usados em até 36 meses.

Claro que estes sistemas deverão obedecer os protocolos da Concessionária, suas normas e padrões. Mas isto é uma ótima notícia, pois simplificará muito os sistemas, principalmente aqueles que não possuem um regime de geração constante, mas isso será assunto dos próximos posts.

Neste blog iremos tratar deste e de muitos outros assuntos relacionados à geração de energia, e espero contar com seus comentários, sugestões e dúvidas.

Um grande abraço a todos!

Albely Lesnau
albely@geralux.net

14/05/2013
A revolução da energia no Brasil" addthis:description="A microgeração é o foco deste post que fala sobre a resolução da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) Resolução Normativa 482, que regulamenta a geração de energia. Oportunidades em projetos de pequeno porte.">