oferecimento
Esqueci minha senha

Hora do Inventário… Na Manutenção?

- 04/01/2018

O Ano Novo chegou!!! Feliz 2018 para todos!! E o tema do primeiro artigo do ano é Inventário, que é definido como uma relação de bens de uma pessoa, de uma empresa e até de uma cultura. Muitos já devem estar se perguntando, e o que isso tem a ver com Manutenção?

Num primeiro momento, já pensamos em inventário como algo relacionado à contabilidade, já que é muito comum as empresas possuírem um livro registro de inventário cujo objetivo é de registrar todas as mercadorias em estoques quando do levantamento do balanço da empresa.

Alguns já devem estar pensando no inventário do estoque de manutenção. Mas a maioria se esquece de que o inventário da manutenção é de extrema importância. Acabamos de encerrar um ano e iniciar outro, é uma ótima hora para a realização de um balanço na manutenção:

  1. Quanto foi gasto em manutenção no ano que fechou?

Sabemos que o ano de 2017 não foi fácil para ninguém. E a Manutenção precisou ser resiliente, fazer mais com menos e garantir a disponibilidade e a confiabilidade dos ativos! 2017 se foi, mas o desafio continua e saber o quanto foi gasto em manutenção preventiva, manutenção corretiva, manutenção preditiva, horas extras, peças e sobressalentes, capacitação, etc. é de fundamental importância para o gestor de manutenção, para que este possa se organizar e utilizar os recursos da melhor maneira possível em 2018.

 

2. O que temos em estoque?

Quando o assunto é inventário a primeira coisa que as pessoas lembram: estoque! Não deixa de ser uma boa lembrança, pois a manutenção conta com auxílio de spare parts disponíveis para a execução de um bom trabalho. No inventário da manutenção, é importante sabermos o que temos em estoque (peças, lubrificantes, sobressalentes), ferramentas, recursos, e até mesmo ordens de serviço pendentes (duvido quem não tenha ordens de 2017 para lançar no sistema e encerrar!).

3. O que vamos precisar para encarar o ano novo?

Não sabemos como será o ano que está se iniciando. As expectativas e esperanças são boas, porém o cenário sócio político atual ainda coloca a manutenção em estado de alerta. Uma boa hora para uma reflexão do que será necessário para atingir as metas em 2018!

 

4. Qual o resultado obtido pela manutenção no ano que terminou?

Depois de um ano sofrível, vale uma reflexão de como a manutenção contribuiu para o atingimento das metas. Será que fomos bem em 2017? Como será o resultado desse inventário? Fico feliz em ter conseguido reduzir 17% no custo com a manutenção corretiva em 2017, mesmo com um ano atípico, com duas safras recordes de soja e milho e com uma leve redução nos gastos de manutenção preventiva. Mostra o resultado de um trabalho em equipe e muita dedicação! Apesar dos bons resultados, temos muito trabalho pela frente para organizar, melhorar e sistematizar a manutenção.

5. Oportunidades

O ano que se inicia é um livro aberto, com páginas em branco, a ser preenchido lentamente, em 365 dias. Nosso inventário irá mostrar várias oportunidades que podem contribuir para que o ano novo seja diferente do ano anterior. Afinal, todos sabem que os mesmos caminhos nos levarão aos mesmos locais, ou seja, mesmos resultados! Essa é uma grande oportunidade de rever e aplicar o 5S na Manutenção, eliminar materiais e suprimentos fora do período de validade, ou até mesmo fora de uso, organizar as ferramentas, oficinas, treinar as equipes. Nosso inventário ainda pode contemplar indicadores e análise de falhas, que podem contribuir para uma boa revisão dos planos de manutenção.

Como visto, o inventário consiste em uma ferramenta de grande utilidade, e pode nos auxiliar no processo de melhoria contínua da manutenção. 2018 será um ano desafiador, entretanto, podemos fazer dele o melhor ano!

Faça o seu inventário e colabore conosco! Não deixe de contribuir nos comentários. Debate aberto!

Um bom ano para todos!!!

 

Me Alessandro Trombeta

MBA em Gerenciamento da Engenharia da Manutenção

Supervisor de Manutenção na Cocamar

Professor de Eng. e Gestão da Manutenção (UniCesumar e Uningá)

manutencao.net/blog/alessandro-trombeta

Publicado por: Alessandro Trombeta

Nenhum comentário ainda


Converse no WhatsApp