oferecimento
Esqueci minha senha

Armazenagem de lubrificante. Isso pode decidir o sucesso de seu programa de lubrificação

Já parou para pensar com esta o armazenamento dos lubrificantes na sua planta.

- 21/12/2015

O armazenamento e manuseio de lubrificantes, marca o início do ciclo de vida de todos os óleos e graxas a partir da entrada na planta. Se realizada corretamente, a gestão do lubrificante pode ter um efeito significativo sobre a confiabilidade da máquina e tempo médio entre falhas.

As máquinas funcionam melhor e com menos falhas se os lubrificantes e as graxas permanecerem limpos e intactos. Uma das melhores maneiras de garantir que as máquinas estão com lubrificante limpo é garantir que todos os lubrificantes são devidamente tratados é a partir do momento em que entram na planta.

Existem vários dispositivos que podem ser instalados em máquinas para controlar a poluição e garantir que ele seja selado a partir do ambiente possível. No entanto, se os lubrificantes não são limpos e não são tratadas adequadamente antes de aplicar às máquinas, os acessórios foram instalados em vão.

Outra parte essencial da gestão do lubrificante é a rotulagem dos pontos de lubrificação para confirmar que o lubrificante correto é aplicado a cada ponto. Lubrificantes com contaminação cruzada podem ser prejudiciais, não só para máquinas, mas também para a saúde dos lubrificantes. Isso pode ser resolvido com uma rotulagem adequada, dispositivos de codificação de cores em lubrificação e aquisição de equipamentos que se dedica a cada tipo de lubrificante.

Após inúmeras visitas realizadas em clientes, verifiquei muitas falhas de equipamento atribuída à seleção e uso de lubrificantes incorretos. E em alguns casos a contaminação ocorre no armazenamento. Isso gera um gasto muito elevado com insumo aumentando ainda mais o custo da manutenção.

Uma das maneiras de reduzir custo com lubrificantes e evitando contaminações cruzadas estar em aprimorar suas práticas atuais de armazenamento e manuseio de lubrificantes. Se você pode garantir que cada máquina o lubrificante correto é limpo e saudável é aplicado, em seguida, as economias de custos serão evidentes a partir do aumento da confiabilidade da máquina. Este, por sua vez, ter um impacto sobre o retorno financeiro da planta, permitindo o seu funcionamento mais com menos paradas.

OIL02

 

4 Chaves para o melhor armazenamento de lubrificantes

  • Desenvolver programas de treinamento

Um programa de treinamento que notifica os trabalhadores de uma vez, se perde na confusão diária não será eficaz. Estes programas devem ser atualizados e incluir informação contínua para pessoal (um diálogo semanal).

  •  Comprar o equipamento adequado

Como você pode estar preparado, se você não tem as ferramentas certas? Ter o equipamento de segurança adequado pode evitar um desastre.

  • Use Avisos visuais no Campo

Use etiquetas, com formas e cores para identificar produtos e pontos de coletas e reabastecimentos e compartilhar essas informações com todos os funcionários da fábrica.

  • Ouça o pessoal do chão de fábrica

Estes são os indivíduos que veem as falhas nos sistemas que eles usam todos os dias. Ouvir as suas sugestões e, em seguida, tomar medidas.

Como você pode ver, a excelência na lubrificação não é apenas sobre a seleção e uso de um lubrificante e, em seguida, na esperança de que ele funciona. Em vez disso, é sobre como identificar corretamente em que custos, erros e falhas podem ser reduzidos por tomar o tempo para projetar corretamente um programa de lubrificação completa.

“Os tópicos abordados neste artigo podem parecer fora do alcance para a maioria, devido ao tempo, dinheiro, recursos, etc., mas eles podem ser alcançados através de diligência, educação e determinação”

 

Jean Brito
Engenheiro Mecânico
Especialista em Óleo Lubrificante.
ICML – MLT I
jeanfozzy@gmail.com

 

 

Publicado por: Jean

3 Comentários


  1. Mauro Góes

    Muito fracas as informações. Não se falou do armazenamento, nos cuidados do manuseio, contaminações, limpeza, etc.

  2. Helio Ribeiro

    O alerta do companheiro Jean Brito é por demais importante. Complementando suas informações, acrescento:
    O armazenamento deve ser feito em locais cobertos, arejados distante de instalações elétricas e dutos de líquidos. Se ao relento os tambores de óleo devem ficar em posição deitada com os bujões de acesso pertinentes a uma linha imaginária paralela ao piso enquanto que os tambores de graxa devem ficar em posição em pé. Ao manusear os óleos lubrificantes ter o cuidado de utilizar vasilhame próprio para cada tipo, em ambiente isento de poeira. Ao manusear graxa evitar deixar canais na sua superfície para evitar a migração do óleo, que é o lubrificante deste produto, evitando a formação de bolsões de óleo. Em hipótese alguma trabalhar com estopa para eliminar a possibilidade de contaminação que abrevia a vida útil do componente. Estar sempre atento aos graus de viscosidade, ISO VG para os industriais e SAE para os automotivos, bem como aditivação adequada a cada tipo de serviço. Os pontos que receberão os lubrificantes precisam estar igualmente limpos e deveremos ter muito cuidado com os corretos níveis e quantidade de graxa, pois o excesso é tão prejudicial quanto a falta.Os óleos para transformadores (elevada rigidez dielétrica) ou para circuitos de refrigeração (baixo ponto de congelamento) precisam estar totalmente isentos de impurezas e água requerendo por isto um maior cuidado no armazenamento e manuseio. Evitar a aplicação de graxa em rolamentos utilizando as mãos diretamente no produto para evitar contaminação com a acidez do suor do aplicador.

  3. Jean Brito

    Prezados, obrigado pelas ponderações será de grande valia para novos artigos.