Manutenção.net Notícias

oferecimento
Esqueci minha senha

Análise de Vibração : Simples ou complexa, depende de quem analisa.

Artigos - 25/08/2017

Durante a última inspeção de análise de vibração da safra nos ativos do exaustor da caldeira (Motor, Redutor e Exaustor), foi observado pelo técnico de manutenção preditiva aumento nos níveis de vibração.

Analisando os espectros de vibração em velocidade, o técnico de vibração diagnosticou o defeito com desbalanceamento do rotor do exaustor, pois era possível identificar uma vez a rotação do exaustor.

Analisando os espectros de vibração em aceleração, foi possível observar a frequência de falha do engrenamento e harmônicos, porém sem energia suficiente para conclusão de um defeito.

Como era final de safra foi decidido deixar o motor e redutor em hibernação e realizar somente o balanceamento do rotor do exaustor.

Durante o procedimento de hibernação do redutor, aplicação do anti-corrosivo, foi visualizado um dente da coroa quebrado.

O técnico de vibração retorno ao estudo dos dados coletados e analisando no domínio do tempo foi possível identificar que realmente existia um defeito na engrenagem coroa, fato não observado antes, pois o mesmo concluiu o laudo analisando apenas no domínio da frequência.

O redutor passou do processo de hibernação para manutenção, sendo realizada a troca da engrenagem coroa.

Baseado nas informações apresentadas acima, segue algumas dicas:

Análise de vibração deve ser realizada com calma, sem pressa;

Utilizar todos os recursos disponíveis;

Sempre que possível, utilizar a inspeção visual.

Conclusão da Falha:

A quebra do dente da coroa aconteceu devido a erro na cementação (tratamento térmico) durante sua fabricação. Fato comprovado após realização de análise do material por um laboratório especializado.

 

Este artigo foi escrito por Aleçandro Acorsi (a.acorsi@uol.com.br)

Publicado por: Nicolas Lesnau

Nenhum comentário ainda